Webmail img Àrea Restrita

Noticias

18/02/2013 - Início do Ano Letivo e 1ª Reunião co mas Famílias

Estamos felizes com o início do ano letivo. Sejam bem vindos (as) crianças e suas famílias!

Mais uma vez esperamos contar com a parceria dos pais, mães e demais responsáveis para o sucesso das atividades junto às suas crianças. O contato da Família com a Escola será sempre fundamental para o andamento das atividades de ensino e aprendizagem. Por isso mesmo, já convidamos para a primeira reunião.  

Data: 20/02/2013 (quarta-feira)

Hora: 19:00 

Adiantamos que, mais uma vez, todas as crianças estão recebendo, gratuitamente, o uniforme escolar. A manutenção básica do prédio da Escola também foi feita, praticamnete tudo isso fruto dos recursos originados do bazar com peças doadas pelas loja C&A, nossa parceira desde muito tempo.

o nosso esforço será sempre para construirmos uma escola de qualidade.

15/02/2013 - Ano letivo começa com o pacto pela alfabetização até os 8 anos de idade em 89,9% do país

Fonte: Agência Brasil - 14/02/2013

Brasília - O ano letivo começa hoje (14) em grande parte das escolas públicas do país. Junto com as aulas, tem início também o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). Ao todo, 4.997 municípios dos 26 estados mais o Distrito Federal concluíram o processo de adesão ao pacto até dezembro de 2012, o que representa 89,8% dos municípios do país. Outros 328 aderiram parcialmente, não concluíram o processo de adesão ou não se manifestaram. Apenas oito optaram por não firmar o acordo que tem como objetivo assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

 

Para que o Pnaic seja implementado, desde o anúncio do pacto, em novembro do ano passado, o Ministério da Educação (MEC) trabalha na formação de uma rede que envolve estados, municípios, universidades e escolas na capacitação, ensino e avaliação da fase que compreende o ciclo da alfabetização: 1º, 2º e 3º anos da educação básica.

Um total de 37 universidades públicas é responsável pela formação dos orientadores de estudo que por sua vez serão responsáveis pela capacitação dos professores alfabetizadores. De acordo com o calendário proposto pelo MEC, a formação dos orientadores acontece desde dezembro do ano passado em alguns estados. Até março a primeira etapa da formação - 40 horas do total de 400 horas, 200 por ano até 2014 - será concluída e será a vez dos professores receberem as aulas - com carga horária de 120 horas por ano.

'O Pnaic é um projeto nacional firmado com todos os entes federativos. Cada um tem uma responsabilidade grande para que o processo de alfabetização seja bem sucedido. Com o plano, haverá um diálogo nacional. Ao mesmo tempo é importante que saibamos guardar as especificidades de cada localidade e que os professores possam criam em cima do material disponível', diz Regina Aparecida Marques de Souza, coordenadora do Grupo de Estudos em Letramento em Educação da Infância e do programa na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

 

A UFMS programou a formação dos orientadores para o período de 4 a 8 de março. São esperados 245 professores formadores que partirão para os municípios a fim de capacitar os 5.238 professores alfabetizadores da rede pública do estado. Assim como a UFMS, outras nove universidades com as quais a Agência Brasil entrou em contato estão otimistas com o pacto.

O material para a capacitação, desenvolvido pela Universidade de Pernambuco (UFPE) com a colaboração de 11 instituições de ensino superior foi elogiado pelos coordenadores do pacto. O material, no entanto está disponível apenas na versão digital. 'O material só foi liberado na versão final no início de janeiro de 2013. Muito tarde para conseguir cópias impressas para as primeiras formações', diz o coordenador-geral do Pnaic na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Jaylson Teixeira. Na universidade, a formação dos primeiros 442 orientadores vai do dia 18 ao dia 22 de fevereiro. Eles serão responsável pela formação dos docentes de 155 municípios.

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) tomou a iniciativa de complementar o material com slides e vídeos, para facilitar a absorção do conteúdo. A primeira etapa do curso de capacitação já foi realizada pela universidade do dia 28 ao dia 30 de janeiro e nos dias 5 e 6 de fevereiro, totalizando as 40 horas previstas. Para o professor e líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Alfabetização, Discurso e Aprendizagens (Geadas) da UFS, José Reicardo Carvalho, 'a capacitação ainda está no início, estamos observando'.

De acordo com o Censo Escolar de 2011 do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no qual se baseia o planejamento do Pnaic, há cerca de 380 mil docentes lecionando do 1º ao 3º anos do ensino fundamental, que devem ser capacitados e receber um material desenvolvido para auxiliar no planejamento das aulas. Para cada grupo de 25 professores está previsto um orientador. O MEC estima que serão cerca de 18 mil orientadores.

 

O Pacto receberá investimento de R$ 3,3 bilhões em dois anos. Para incentivar a participação dos profissionais serão oferecidas bolsas de R$ 200 mensais para o professor alfabetizador; R$ 765 para o orientador de estudo; R$ 765 para o coordenador das ações do pacto nos estados, Distrito Federal e municípios; R$ 1.100 para o formador da instituição de ensino superior; R$ 1.200 para o supervisor da instituição de ensino superior; R$ 1.400 para o coordenador adjunto da instituição de ensino superior; e R$ 2.000 para o coordenador-geral da instituição de ensino superior.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2000 e 2010, a taxa de analfabetismo no Brasil, até os 8 anos de idade, caiu 28,2%, com variações entre os estados da federação, e alcançou, na média nacional, uma taxa de alfabetização de 84,8% das crianças. Entre as regiões, existe uma diferença na taxa de analfabetismo, a maior está no Nordeste, 25,4%, seguido do Norte, 27,3%, Centro-Oeste, 9%, Sudeste, 7,8% e Sul, 5,6%. O estado com a maior taxa de analfabetismo é Alagoas, 35%, e o com a menor é o Paraná, com 4,9%.

 

15/02/2013 - Ações do Pacto têm como eixo formação continuada de professores alfabetizadores

Fonte: Agência Brasil - 14/02/2013


Brasília - Está na cartilha do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic): 'as ações do Pacto são um conjunto integrado de programas, materiais e referências curriculares e pedagógicas que serão disponibilizados pelo Ministério da Educação e que contribuem para alfabetização e letramento, tendo como eixo principal a formação continuada dos professores alfabetizadores'.

O programa começou a ser implementado com o início das aulas nas escolas públicas, marcado para hoje (14) em grande parte do país. O Pnaic foi anunciado em novembro do ano passado e tem como objetivo principal alfabetizar em português e matemática todas as crianças até os 8 anos de idade. Apesar de estar iniciando, o pacto não encontrará tantos professores e formadores despreparados. Em 2005, propostas semelhantes definiam o Programa Pró-Letramento - Mobilização pela Qualidade da Educação, no qual a alfabetização já ganhava destaque.

 

O Pró-Letramento foi lançado no governo anterior para capacitar professores para ensinar português e matemática até a 4ª série (o atual 5º ano) do ensino fundamental. O programa se destinava a cerca de 400 mil professores que lecionavam nessas séries e contou com o apoio de 21 universidades públicas, com a elaboração de material e jogos. A experiência do programa colaborou para o Pnaic. A Universidade de Brasília (UnB) é uma das instituições responsáveis pela formação de professores de seis unidades da Federação (São Paulo, Goiás, Amazonas, Pará, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal) no Pró-Letramento. Agora, a universidade assume também a formação dos professores do 1º ao 3º anos do Distrito Federal e do Tocantins pelo Pnaic.

Segundo a coordenadora-geral do Pnaic na UnB, Leila Chalub Martins, o pacto define em três anos o período de alfabetização, a partir dos 6 anos de idade. 'De modo que, aos 8, as crianças já estejam em condições de evitar aquilo que se vê mais tarde: estudantes de 13, 14 anos que não conseguem interpretar um texto, os chamados analfabetos funcionais. Vencer isso é o nosso maior desafio em termos de educação hoje'. Leila destaca também outras diferenças como o incentivo da participação por meio de bolsas. O programa receberá investimento de R$ 3,3 bilhões em dois anos. Os profissionais que participarem terão bolsas de R$ 200 a R$ 2.000 mensais, variando de acordo com o papel desempenhado.

Além disso, há maior participação das universidades, que agora são 37 trabalhando com a formação dos orientadores que, por sua vez, capacitarão os professores alfabetizadores e um foco maior para a idade. 'Os 8 anos de idade como limite são uma resposta política a uma condição avaliada no nosso país como indesejada. Nossas crianças têm tido dificuldade de se alfabetizar, mas do ponto de vista científico é arriscado estabelecer o limite de 8 anos. Existem estudos que mostram que o processo pode se dar antes', diz a presidenta da Associação Brasileira de Alfabetização, Maria do Rosário Longo Moratti. Segundo ela, a idade estaria ligada a avaliações de âmbito global que medem o desenvolvimento econômico e social dos países dentre os quais o Brasil busca melhor colocação. No ranking do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o Brasil está em 75º lugar mundial em alfabetização, com 90,2% das mulheres e 89,8% dos homens acima dos 15 anos alfabetizados.

 

Não é apenas em português que o governo deseja melhorar o ensino, mas em matemática. O projeto prevê que a partir de 2014, os números sejam o enfoque do Pnaic, o que já vinha sendo trabalhado no Pró-Letramento. No entanto, a Prova Brasileira do Final do Ciclo de Alfabetização (Prova ABC), iniciativa do movimento Todos pela Educação, do Instituto Paulo Montenegro/Ibope, da Fundação Cesgranrio e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), mostrou em 2011, mesmo com o programa em andamento, que os alunos do 3° ano do ensino fundamental têm mais dificuldade em matemática do que em leitura – apenas 42% dominam as operações de soma e subtração e conseguem solucionar problemas envolvendo, por exemplo, notas e moedas.

'Somos de uma tradição de medo da matemática. Os próprios professores tinham medo da matemática e isso era passado aos alunos. O objetivo agora é ter uma matemática voltada para professores, para chamar a atenção de aspectos que são colocados pelo professor que não estão sob seu controle direto', explica Leila Chalub Martins. A coordenadora de Projetos do Centro de Formação Continuada de Professores em Alfabetização e Linguagem (Cform) da UnB, Paola Aragão, que trabalha no Pró-Letramento e no Pnaic acrescenta: 'A matemática exige também um processo de entendimento e o aluno precisa de uma base que adquire aos 6, 7 anos. Não adianta decorar a tabuada sem entender onde e quando usá-la. E isso serve de base para cálculos mais complexos. Tivemos um resultado positivo no Pró-Letramento, o processo deve continuar também com o Pnaic'.

 

15/02/2013 - Alfabetizadores da rede pública terão formação para melhor preparar aulas de 1º a 3º anos

Fonte: Agência Brasil - 14/02/2013


Brasília - A partir de março professores alfabetizadores da rede pública de ensino receberão a formação de orientadores de estudos para melhor prepararem as aulas das crianças de 1º a 3º anos do ensino fundamental. A ação é parte do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). Os orientadores já receberam ou ainda receberão até o início de março aulas de capacitação ministradas em 40 universidades públicas brasileiras. Para ajudar na formação e nas aulas, um material especial foi desenvolvido pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) com colaboração de 11 instituições de ensino superior.

 

'O material trata da alfabetização de forma que ela se complete em três anos. Não é só uma alfabetização que a criança aprenda a ler palavras. Tem que produzir textos e ler com autonomia', explica a coordenadora adjunta do programa na UFPE, Ana Cláudia Pessoa. Segundo ela, o material não propõe um método a ser seguido em sala de aula, mas uma reflexão a ser feita sobre a função social de ler e escrever.

Um dos textos do material de formação dos professores é sobre a apropriação do sistema de escrita alfabética pelas crianças. Os autores indagam no título: que caminhos percorrer? E logo respondem: 'Para que o processo de alfabetização das crianças contribua com o fortalecimento das identidades coletivas e diversos saberes dos povos do campo é preciso que o mesmo se dê de forma estreitamente articulada com as comunidades ali existentes, ampliando e valorizando os conhecimentos e vínculos das crianças com a realidade em que vivem'.

Ao todo são oito cadernos para formação dos professores e mais oito unidades voltadas para cada um dos três anos do ciclo de alfabetização. A formação também inclui conteúdos voltados para a educação multisseriada, muito presente nas escolas rurais, onde na mesma sala existem alunos de diferentes níveis.

Para acompanhar o material teórico, os professores já têm disponíveis em sala de aula o chamado Kit de Alfabetização e Linguagem, disponibilizado em 2005 com o programa governamental Pró-Letramento - Mobilização pela Qualidade da Educação, que tem como objetivo a formação de professores para o ensino do português e da matemática até o 5º ano do Ensino Fundamental e cujos preceitos e experiências serviram de subsídio para o Pnaic.

O Pacto traz algumas novidades como os jogos inclusivos, que ainda estão sendo desenvolvidos pela UFPE, mas Ana Cláudia adianta que facilitarão o acesso e poderão ser usados por crianças com ou sem deficiência. 'Um exemplo são letras que podem ser embaralhadas. A criança tem que descobrir que palavra elas formam. Para a criança cega há a representação em braille da letra no próprio brinquedo', diz a coordenadora adjunta.

 

Os jogos facilitam também na capacitação dos professores. A coordenadora-geral do Pnaic na Universidade de Brasília (UnB), Leila Chalub, conta que duranta a capacitação do Pró-Letramento, muitos professores começaram a entender a matemática por meio de jogos. 'Quando os professores viam ali as frações concretas na frente deles entendiam muito melhor'.

Para acompanhar o desenvolvimento das crianças, o curso de formação continuada dos professores alfabetizadores prevê, na unidade 1, o planejamento de estratégias de avaliação permanente do desenvolvimento dos estudantes a ser definido pelos próprios professores. Com base no que for observado, os professores poderão, com a ajuda dos orientadores, planejar tarefas para favorecer a aprendizagem. No início e no final do 2º ano, será aplicada a Provinha Brasil, para verificar os domínios de escrita e leitura. A provinha será aplicada também pelos professores.

Ao final do 3º ano haverá uma avaliação externa para checar todo o processo de aprendizagem do aluno. Essa avaliação será aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 'A avaliação vem para dar um direcionamento ao professor. Com base na Provinha Brasil e na avaliação final ele vai poder também elaborar as próprias questões e estimular o raciocínio das crianças', afirma a coordenadora de Projetos do Centro de Formação Continuada de Professores em Alfabetização e Linguagem (Cform) da UnB, Paola Aragão.

Perguntada se poderia haver uma formação voltada para as provas e não para o aprendizado em si, Leila Chalub diz: 'quem trabalha na área, quem tem uma formação ética, tem um compromisso com o ensino. Mas claro que acontece, se pensarmos que não, seremos ingênuos'. Como exemplo ela cita o fato de ter conhecido uma estudante que disse que resolvia as provas do final para o começo, pois os professores já estavam cansados e começavam a dar as respostas das primeiras questões. 'Ela aprendeu a fazer prova. Pode-se tentar de todas as formas, mas toda avaliação tem vícios que são inevitáveis'.

 

08/10/2012 - Semana da Criança com muitas atividades

PLANEJAMENTO SEMANA DA CRIANÇA – 08/10/12 a 11/10/12

 

TURNO MATUTINO

CINEMA NA ESCOLA

PISCINA

CONFECÇÃO DE LIVRO

DIA DO BRINQUEDO

FUTEBOL/VOLEI

PARTICIPA ÇÃO NO 2º ATO LITERÁRIO POR UM RN DE LEITORES.

APRESENTAÇÃO DE LIVROS E PEÇAS

TEATRO

OFICIANA DE BIJUTERIAS

CULINÁRIA

Cinema no Shopping Midway – “O segredo de Eleonor”

 

 

TURNO VESPERTINO

Oficina de Arte – Teatro

 Mediação de Leitura  “O menino maluquinho”

Cineminha com pipoca “O menino maluquinho”

Oficina de criatividade – confecção de livro

Oficina de Arte – Teatro

Gincana Literária

Balada

Cama Elástica

Cinema no Shopping Midway – “O segredo de Eleonor” com saída junto com o turn oda manhã.

04/10/2012 - Escola participa do 2º Ato Literário por um RN de Leitores, realizado pelas crianças

O 2º Ato Literário por um Rio Grande do Norte de Leitores, promovido pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (Ide), será realizado no dia 10 de setembro, às 9h, no salão de eventos Álvaro Dias da Assembléia Legislativa do RN. O evento faz parte da programação da Semana Nacional da Leitura,que acontece por ocasião da Semana da Criança. O Ato literário será conduzido por crianças de unidades escolares estaduais e municipais que integram a Rede Potiguar de Escolas Leitoras.

O evento tem o objetivo de mostrar a importância da leitura e, principalmente, da criação de bibliotecas nas escolas públicas brasileiras. Durante o ato literário, as crianças participantes farão pronunciamentos sobre as ações desenvolvidas por escolas que incentivam a leitura, além de momentos literários, mediação de livros, debates e exibição de vídeos e slides. Os alunos de faixa etária entre 6 e 11 anos conduzirão todo o evento, inclusive, compondo a mesa de discussão. Apenas ao final do evento, a palavra será concedida aos adultos.
Segundo a diretora do Instituto de Desenvolvimento da Educação (Ide), Cláudia Santa Rosa, atividades como esta estarão ocorrendo, paralelamente, em diversos estados do País. “Não existe nenhum estudo que mostre o retrato atual da leitura, por unidades da federação, mas sabemos que alguns estados do Nordeste estão sempre ocupando posições desconfortáveis em relação aos indicadores de educação e cultura. Em nível nacional, a informação que temos, através da pesquisa "Retratos da Leitura no Brasil", é de que a média de leitura, por habitante, é de no máximo quatro livros por ano, incluindo os didáticos. Se excluirmos os títulos lidos apenas em parte, a média cai para 2 livros lidos ao ano”, explica Cláudia Santa Rosa.
A concentração de todos para o 2º Ato Literário será na praça em frente à Assembléia Legislativa. Cada adulto e cada criança levará um livro. Às 9h será realizado um “apitaço” literário, ou seja, ao sinal de um apito, todos começam a ler e a circular pela praça por 1 minuto. Quando o apito soar novamente, os participantes param e se dirigem à Assembléia para o Ato Literário.

O 2º Ato Literário por um RN de Leitores é promovido pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (Ide) em parceria com o Instituto C&A, as secretarias municipais de Natal e Parnamirim, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e União Brasileira dos Escritores.


Semana Nacional de Leitura  

Este ano, a Semana Nacional de Leitura - 08 a 12 de outubro - terá como foco a campanha ‘Eu quero minha biblioteca’, que visa a efetivação da lei federal nº 12.244/10, que dispõe que todas as instituições de ensino públicas e privadas do Brasil deverão possuir biblioteca até 2020. Estudos recentes mostram que para que esta meta seja atingida seria necessário que 25 bibliotecas fossem abertas por dia. No entanto, a falta de políticas públicas nesta área impede o alcance da meta.
Fonte: www.escolasleitoras.org.br

 

18/09/2012 - Artigo - Divulgado o IDEB 2011. E daí?

Cláudia Santa Rosa - Educadora

Publicado no Jornal Diário de Natal/O Poti

Há um mês foi divulgado o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), indicador que mede a proficiência dos estudantes de 5º e 9º anos do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio. O Ministério da Educação, através do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP), disponibilizou as médias por escolas, municípios, estados, regiões e país, o que possibilita um planejamento com base na realidade e em metas a serem atingidas a cada dois anos.

Essa última edição revelou que o Brasil pouco avançou na qualidade da Educação oferecida às suas crianças e aos adolescentes. O desempenho da maioria das escolas não foi nada bom e o das escolas do Rio Grande do Norte foi desastroso, excetuando-se as que fizeram as suas obrigações. A exemplo do que ocorreu nas edições anteriores, o estado posicionou-se nos últimos lugares, quando feito o ranking das unidades da federação. Nos anos iniciais do ensino fundamental o 4.1 ficou abaixo das médias do Brasil (5.0) e da região nordeste (4.2) e um pouco melhor do que o 3.4 nos anos finais e 3.1 no ensino médio. Nessas duas últimas etapas da escolaridade a situação é ainda mais delicada, pois as médias ficaram estagnadas, num comparativo com a edição de 2009. No geral, são pouquíssimas as escolas potiguares com índices acima de 5.0, pontuação mediana, considerando-se a escala de 0 a 10. E chega a ser inexpressivo o número de instituições que atingiu média 6.0, a meta que o país deseja atingir até o ano de 2021.

Convém lembrarmos: no próximo ano será aplicada a Prova Brasil, exame que se juntará aos dados do censo escolar para o cálculo e anúncio do novo IDEB, em meados de 2014. Diante desse quadro, indagamos: o que está sendo feito desde ontem para avanços concretos acontecerem na Educação do RN? Aqui não separo as redes municipais e estadual. Falo de avanços, no sentido de, efetivamente, os alunos apreenderem, na época certa, tudo o que é previsto no currículo escolar.

Não são aceitáveis as medidas tomadas às vésperas da Prova Brasil, fruto de decisões dos órgãos centrais da gestão da educação, como se as escolas, por algumas semanas, tivessem que funcionar rebocadas por um exame. Insisto: um bom desempenho no IDEB é mera consequência de redes de ensino e escolas que trabalham de maneira decente o ano inteiro, ininterruptamente. Para isso as escolas precisam de autonomia, profissionais competentes e comprometidos, além de condições para executarem os respectivos projetos pedagógicos. As escolas necessitam que o sistema as auxiliem com normatizações que não desmontem encaminhamentos internos que buscam qualificar práticas, refazerem culturas que penalizam os alunos.

Trabalho na Escola Estadual Hegésippo Reis, localizada em Nova Descoberta, zona Sul de Natal. Desde 2006 essa Escola luta para permanecer aberta e funcionar como deve ser. Os problemas enfrentados para consolidar uma equipe docente atingiram níveis inaceitáveis. Até "ontem" estagiárias assumiam a docência - parte delas sem as competências necessárias -, professoras de contratação temporária, nem sempre comprometidas, e a alta rotatividade, que sabemos são decorrentes de um "sistema" de ensino pouco afeito a planejamento, tudo isso para não falarmos dos entraves da máquina burocrática e da cultura alinhada com o fracasso escolar. De fato, a equipe gestora, da qual tenho a honra de fazer parte, na condição de coordenadora pedagógica, recebeu o resultado do IDEB com bastante surpresa. A Hegésippo Reis alcançou média 5.2, a terceira mais alta entre as escolas de Natal da rede estadual. Esse dado aumentou a nossa indignação, pois demonstra e confirma que se a instituição tivesse contado com o essencial, os resultados, fruto do projeto que implementa, teriam sido bem melhores.

O "Casa de Saberes", projeto político pedagógico da Hegésippo Reis, tem nos ensinado que é preciso alterar a maneira de organizar o currículo escolar, a metodologia, os espaços e tempos da escola, além da maneira de gerir e organizar os grupos de alunos e a equipe docente.Não custa que se experimente, por exemplo, concentrar disciplinas em áreas de conhecimento, transformar as salas de aula em oficinas de trabalho, objetivando a dinamização da escola, das práticas pedagógicas e dos jeitos de aprender. O modelo hegemônico de escola já deu sinais que saturou. Até quando insistiremos com ele?

Nada, porém, trará os resultados desejados se a escola não funcionar com regularidade, se a gestão não for eficiente e as famílias não acompanharem a vida escolar dos filhos. É preciso que se garanta o quadro completo de professores, a frequência e pontualidade dos mesmos, materiais didáticos e tecnologias adequadas para o funcionamento de cada oficina de trabalho. Biblioteca escolar funcionando com um bom professor mediador de leitura, é essencial. As escolas que se saíram bem no IDEB atribuem importância ao trabalho de promoção da leitura literária como sendo um dos "segredos" para os bons resultados. Quem pensa diferente corre o risco de estar na contramão do próprio discurso que branda qualidade e prioridade para os processos de ensino e aprendizagem.

Adiante! Com esperança.



Cláudia Santa Rosa, educadora, escreve a convite do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), que colabora no jornal "Diário de Natal" às sextas-feiras, mas publicou excepcionalmente no domingo, 16/09/2012.

18/09/2012 - Comissão do Senado aprova inclusão da disciplina cidadania moral e ética no currículo escolar

 

Fonte:  Agência Brasil - 11/09/2012

Brasília – O currículo do ensino fundamental terá a disciplina cidadania moral e ética. A decisão, em caráter terminativo, foi aprovada hoje (11) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado. A medida também inclui no currículo do ensino médio a disciplina ética social e política.

O Projeto de Lei do Senado 2/2012, de autoria do senador Sérgio Souza (PMDB-PR), modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), incluindo a disciplina como obrigatória para o ensino fundamental. Entre as justificativas de Sérgio Souza para o projeto, está “a necessidade de aprimoramento da LDB, com a criação de disciplinas que deem aos estudantes melhor formação ética, social e política, o que os capacitará para o correto entendimento dos principais problemas sociais do nosso país e do mundo”.

A diretora executiva do Todos pela Educação, Priscila Cruz, criticou a medida e o excesso de disciplinas já constantes do currículo da educação básica. “Que horas que os alunos vão conseguir aprender aquilo que é essencial? Não que [o projeto de lei do Senado] não seja importante, realmente vivemos uma crise de valores na sociedade. O que acontece é que tudo recai na escola. Não tenho dúvidas que o aluno deve refletir sobre questões de ética, mas não se aprende na teoria. É no dia a dia”, defende.

Priscila Cruz considerou “desnecessária” mais uma disciplina e destacou que o conteúdo deve ser trabalhado de forma transversal em todas as disciplinas. “Não se pode separar ética, ela tem que estar presente em todos os conteúdos. Como tema transversal é perfeito. Cidadania é ética, e isso a gente vivencia”, completou.

A comissão também aprovou hoje, em decisão terminativa, o projeto de lei que modifica a Política Nacional do Livro. Com a mudança, os livros eletrônicos serão equiparados aos tradicionais na legislação brasileira, inclusive na isenção de impostos.

Em outra decisão, foi aprovado o parecer favorável do senador Cristóvam Buarque (PDT-DF) ao projeto de lei que considera crime hediondo o desvio de verbas destinadas a programas de educação e saúde (PLS 676/2011). A matéria agora vai para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde receberá decisão terminativa.

Três projetos que tramitavam em decisão terminativa foram rejeitados pela comissão: o PLS 585/2007, destinado a fortalecer a fiscalização do Poder Executivo sobre instituições de educação superior; o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 51/2010, que criaria o Prêmio Paulo Freire de Criatividade; e o PLC 100/2011, que alteraria a denominação da Universidade Federal do Oeste do Pará.

18/09/2012 - Hegésippo Reis participa da Semana de Mobilização Social pela Educação

17/09/2012 (Segunda-feira) – ABERTURA DO EVENTO

Local: Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy – IFESP

08h30: Apresentação Cultural – Escola Estadual Almirante Newton Braga de Faria

Hino do Rio Grande do Norte (videoclipe com fotos dos trabalhos dos mobilizadores) – Responsável: Dalton Medeiros.

09h00: Composição da mesa:

- Representante do MEC – Francisco da Chagas Fernandes

- Secretária Estadual de Educação – Betânia Leite Ramalho

- Deputada Estadual – Gesane Marinho

- Representante dos Direitos humanos em Educação – Roberto Monte

- Representante do Comitê de Mobilização Social pela Educação – Ione Campos Freitas

- Diretor de Responsabilidade Social do SESI – Marcelo Dantas Nepomuceno

09h45: Palestra – Tema: Plano Nacional da Educação.

Palestrante: Francisco das Chagas Fernandes – Secretário Executivo Adjunto do MEC                                                                                

10h35: Debate – Encaminhamentos

11h: Encerramento

 

18/09/2012 (Terça-feira) – ABERTURA DOS TRABALHOS

Local: Escola Estadual Varela Barca – Zona Norte

08h00: Apresentação Cultural– Centro Educacional Professor Jessé Pinto Freire (CENEP)

09h00: Palestra – Tema: A Importância do Voto.

Palestrante: Jailson Leandro de Sousa – Diretor da Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

09h50: Intervalo         

10h00: Palestra – Tema: Sexualidade

Palestrante: Elizabeth Jácome – Coordenadora da Coordenadoria Regional de Ensino (CORE – SEEC/RN)

11h00: Encerramento

 

Turno: Vespertino

Local: Centro Educacional Prof. Jessé Pinto Freire (CENEP)

13h30: Apresentação Cultural– Escola Estadual Almirante Newton Braga de Faria e Escola Municipal Santos Reis.

14h00: MESA REDONDA: GESTÃO DEMOCRÁTICA

1º Expositor: Professor Éden Lemos – UFRN

2º Expositor: Professora Mônica Cavalcante – Escola Estadual Almirante Ary Parreiras

15h00: Debate

16h00: Encerramento

 

19/09/2012 (Quarta-feira) – ABERTURA DOS TRABALHOS

Local: Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy (IFESP)

08h00: Apresentação Cultural– Escola Estadual Hegéssipo Reis

08h30: Composição da mesa:

Coordenador da Mobilização Social pela Educação do MEC – José Gilson Matias Barros

Diretora Executiva do Instituto de Des. da Educação (IDE )– Profa Cláudia Santa Rosa

Diretora do Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy (IFES) – Professora Fátima Carrilho

Diretora da 1ª Dired – Professora Ana Alice Fernandes

Consultor do MEC – Professor Sergio Maia

Deputada Estadual – Gesane Marinho

09h00: Assembleia Legislativa – Encaminhamento da minuta para os municípios.

09h00: Palestra – Tema: Plano de Mobilização Social pela Educação.

Palestrante: Sergio Maia – Consultor do MEC.

10h00: Debate

10h30: Encerramento

 

20/09/2012 (Quinta-feira) – ABERTURA DOS TRABALHOS

Turno: Vespertino

Local: Centro Educacional Prof. Jessé Pinto Freire (CENEP)

13h30: Apresentação Cultural– Escola Municipal Santos Reis

14h00: Projeto premiado pelo Programa Prazer em Ler do Instituto C&A – “Mergulho Literário” da Escola Municipal Santos Reis – Apresentação: Professora Núbia Arruda.

15h00: Palestra - Tema: Educação em Direitos Humanos

Palestrante: Roberto Monte – Representante dos Direitos Humanos em Educação

15h50: Debate – Encaminhamentos

16h15: Encerramento

 

21/09/2012 (Sexta-feira) – ABERTURA DOS TRABALHOS

Turno: Matutino

Local: Escola Municipal São Francisco de Assis

7h00: Apresentação Cultural– Escola Municipal São Francisco de Assis

8h30: Oficina Pedagógica – Tema: Comportamentos Leitores

Facilitadoras:

Professora Esp. Telma Araújo – Educadora e Assessora Pedagógica do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE)

Professora Esp. Carla Alves – Educadora, Regente de Biblioteca e Mediadora de Leitura Literária da Escola Estadual Almirante Newton Braga de Faria.

11h30: Encerramento.

 

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

•A campanha 'Para a educação melhorar, todos devem participar', promovida pela Semana Estadual de Mobilização pela Educação, será destaque na TV Assembleia, durante todo o período de 17 a 21 de setembro de 2012.

•Durante toda a Semana Estadual de Mobilização Social Pela Educação, a Escola Estadual Hegéssipo Reis fará apresentações de teatro de fantoches para os pais.

•No dia 19/09, às 7h, haverá o lançamento do Café com Prosa e Poesia na Escola Estadual Almirante Newton Braga de Faria. Um encontro literário, destinado aos pais/responsáveis dos alunos, com a finalidade de estender a promoção do prazer da leitura literária aos familiares dos alunos. A partir deste, os encontros terão frequência mensal; sempre na penúltima quarta-feira de cada mês.

•Serão disponibilizadas 40 vagas para a Oficina “Comportamentos Leitores”. A mesma destina-se a professores, regentes de biblioteca, mediadores de leitura e demais educadores interessados. As inscrições devem ser feitas através do e-mail carlaprofalves@hotmail.com. A mensagem de solicitação de inscrição deverá conter as seguintes informações: nome completo, escola/instituição e função.

31/08/2012 - Escola participará do Desfile Cívico do bairro Nova Descoberta

No próximo dia 05 de setembro, a partir das 15h30, a Escola Estadual Hegésippo Reis participará do XXVI Desfile Cívico de Nova Descoberta em comemoração à Semana da Pátria.

Na oportunidade, os dois turnos da Escola levarão mensagem relativa à temática da "Agua, bem precioso", assunto que vem sendo trabalhado com bastante afinco, no âmbito de projetos de pesquisa.

As Famílias estão sendo convidadas a acompanherem o desfile, dando apoio às crianças, juntamente co ma equipe da Escola.

Não haverá aula pela manhã.

As crianças dos dois turnos deverão chegar à Escola às 13h, com o uniforme completo. 

23/08/2012 - 4ª Mostra Folclore em Destaque

Amanhã a Escola realizará a sua 4ª Mostra Folclore em Destaque com exposição de trabalhos realizados por todos os grupos.

A partir das 10h30 e 16h30 o encontro será no pátio. As crianças farão apresentações, explorando contos, lendas, advinhações, histórias que passam de geração em geração.

As famílias estão convidadas. 

18/08/2012 - Gincana do Estudante e Reunião com as Famílias

Hoje é dia de Gincana Cultural em nossa Escola. São três equipes pela manhã (7 às 9h30) e duas a tarde (13 às 15h30) que celebram o Dia do Estudante, que transcorreu no dia 11 de agosto. 

Para garantir a animação foram divulgadas tarefas prévias, mas há também várias tarefas surpresas. Cada equipe tem uma professora animadora.

Além de conhecimentos gerais, será explorada a temática do Folclore.

Às 10 e 16 horas as crianças terão sessão de cinema enquanto os pais, mães ou outros responsáveis estarão reunidos com as professoras e equipe gestora. A reunião será centrada na discussão dos relatórios de avaliação das aprendizagens durante o 1º semestre. A expectativa é de uma grande frequência.

16/08/2012 - Escritora Roseana Murray escreve sobre a sua visita ao Casa de Saberes

Na manhã do dia 09 de agosto a Hegésippo Reis recebeu a visita da escritora Rosena Murray (RJ), autora de dezenas de livros literários voltados para o público infantil. Poeta e super premiada, mas bastante humilde, Roseana conversou com as crianças, recebeu homenagens, autografou livros e muitos cadernos. Uma simpatia!

Em seu blog pessoal a autora postou o texto abaixo.

 

"Ontem de manhã, em Natal, fui até a Casa de Saberes E.E Hegésippo Reis. A escola é uma casinha muito fofa, a sala de leitura é super acolhedora, adorável, mas o que acontece lá dentro é que faz toda a diferença. Ao chegar me encontrei com crianças que são agentes de leitura. Eles possuem uma mala cheia de livros e uma vez por mês visitam uma família com um bule mágico para chá de chocolate e abrem a mala, contam histórias. A mala fica na casa da família até o próximo chá em outra casa.
Eles também levam uma caixa de livros para locais públicos do bairro, supermercados, farmácias, açougues e fazem performances, lendo alguns livros, o bairro então é chamado de Bairro Leitor.
Na Sala de Leitura acontecem muitas coisas Concursos, Piqueniques Literários, Formação de Crianças, Jovens e Adultos Mediadores e Mediadoras de Leitura, etc. As salas de aula também são diferentes, são oficinas e as crianças vão trocando de sala: oficina de números, oficina de linguagem...
Em cada mês é trabalhado um valor, por exemplo, em agosto , este mês, estão trabalhando a solidariedade. Como a escola só vai até a quinta série, os ex alunos que quiserem podem trabalhar como voluntários na escola e encontrei alguns com o lindo avental de agentes de leitura.
Como a comunidade está inteiramente envolvida com a escola, todos amam a escola. As crianças definem e desenvolvem junto com os professores temas de estudo e pesquisa. Fiquei muito emocionada com a bela apresentação das crianças .Elas me entregaram uma carta onde me contam a leitura incrível que fizeram dos meus poemas e como meus poemas agiram neles.
Claudia, que foi quem me levou para Natal que passou sete meses na Escola da Ponte em Portugal, me conta que Natal tem 180 Escolas Leitoras, cada uma com seus projetos de leitura.
QUE MARAVILHA!!!"
Fonte: http://www.blogdaroseana.blogspot.com.br/2012/08/casa-de-saberes.html

16/08/2012 - José Pacheco na Hegésippo Reis: Educar, um ato político

Ainda em tempo de compartilharmos, neste espaço, matéria do jornal Tribuna do Norte com o educador português José Pacheco. A reportagem foi realizada durante manhã de diálogos entre o professor e a equipe da nossa Escola, no último dia 08. A honrosa visita já tinha ocorrido duas outras vezes, em virtude das aproximações entre o projeto "Casa de Saberes" e o "Fazer a Ponte", idealizado pelo educador, em Vila das Aves, Portugal.

 

Fonte: Tribuna do Norte - 09/08/2012

Tádzio França - repórter

O educador português José Francisco Pacheco vê a educação como um processo coletivo e aberto, sem as delimitações de boletins, séries, provas, listas de chamada e toques para intervalo. O modelo vigente, segundo ele, está ultrapassado há 200 anos.  Através dessa visão libertária, nasceu há 36 anos em Portugal a Escola da Ponte, um projeto bem-sucedido e ousado que propõe uma total revisão do que se aplica habitualmente nas salas de aula. A experiência tem seus ecos no Brasil, e também em Natal. Pacheco veio à capital potiguar por ocasião do 6º Seminário Prazer em Ler, e aproveitou para discutir, de forma contundente, as ideias para uma nova forma de educar. 

Emanuel AmaralCom alunos e professores, Pacheco passou a quarta-feira na escola Hegésippo Reis, que já aplica método de ensino coletivo. Educador brincou, fez desafio da raiz quadrada e disse:  as escolas formam bonsais humanos.Com alunos e professores, Pacheco passou a quarta-feira na escola Hegésippo Reis, que já aplica método de ensino coletivo. Educador brincou, fez desafio da raiz quadrada e disse: as escolas formam bonsais humanos.


'As escolas ainda trabalham de modo burocrático, com o  administrativo se sobrepondo ao pedagógico. É por isso que não funciona. Os alunos não aprendem', dispara José Pacheco, na sala de reuniões da Escola Estadual Hegésippo Reis, em Nova Descoberta. A escola funciona desde 2007 com o projeto Casa de Saberes, que é livremente inspirado na experiência da Escola da Ponte. Desde 2001 Pacheco se movimenta entre idas e vindas pelo Brasil, e há seis anos decidiu ficar por aqui de vez. De forma prática, ele vem difundindo sua visão de processo educativo por 59 municípios brasileiros - em vários casos, obtendo resultados sólidos. 

O trabalho proposto pela Escola da Ponte sempre provoca surpresa à princípio. 'Quando comecei, em 1976, me chamavam de irresponsável e louco', ressalta Pacheco. No modelo português, não há séries, ciclos, turmas, manuais, testes e aulas. Os alunos são agrupados de acordo com interesses comuns para desenvolver projetos de pesquisa. Há estudos individuais, depois compartilhados com os colegas. Se há duvidas, o estudante pode recorrer a qualquer professor para saber a resposta, e caso este não saiba, é encaminhado a um especialista. Não há salas de aula, mas espaços educativos. Cada aluno procura pessoas, ferramentas e soluções, testa seus conhecimentos e convive com os outros. 

Os professores desse sistema, diferente das escolas tradicionais,   não são responsáveis por uma disciplina ou por uma turma específicas. Os próprios estudantes definem quais são suas áreas de interesse e desenvolvem projetos de pesquisa, individuais ou em grupo. Os alunos criam as regras de convivência que serão seguidas, incluídos educadores e familiares. As atividades são atreladas a três valores: liberdade, responsabilidade e solidariedade. 'A Ponte é uma escola autônoma, o estado não manda', ressalta  Pacheco. 

A qualidade maior, para  o professor, é exercitar um ensino que faz pensar. 'As escolas tradicionais formam bonsais humanos. Gente que não sabe ler, raciocinar, que não se envolve socialmente. No Brasil há 24 milhões de analfabetos funcionais.  O processo está errado desde o começo',  diz. As ideias de José Pacheco já ganharam execução prática, bem próxima à escola portuguesa. Ele cita a escola em Cotia, em São Paulo, trabalhada por ele há um ano e meio. 'Temos alunos das classes D e E, que ninguém queria. Hoje já contam 400, com mais 150 pedidos de vagas. Encontrei professores sensíveis e inteligentes que abraçaram a ideia', conta. Outra escola em São Paulo, que ele acompanha há quatro anos, logo será a primeira do Brasil a receber um termo de autonomia. 

'Eu sei como se cria um criminoso'

José Pacheco acredita que educar é um ato político. Uma percepção que ele teve baseada em sua difícil vivência. 'Nasci numa favela. Fui obrigado a trabalhar desde os quatro anos de idade, fui líder de gangue de rua. Eu sei como se cria um criminoso', conta. Quando decidiu mudar de vida, encarou isso como uma 'vingança'. 'Minha vingança seria educar as pessoas  para que ninguém passasse pelo que eu passei. Fui professor, mas vi que as pessoas não aprendiam nada. O erro não era delas, mas meu. Não era problema de aprendizagem, mas de ensinagem', afirma. A Escola da Ponte virou sua bandeira, mesmo que atualmente esteja afastado dela. Por onde passa, Pacheco pergunta: 'Vocês querem mudar?'. Ele sabe como começar.   

 

15/08/2012 - Superação: Escola Estadual Hegésippo Reis atinge IDEB 5,2

 

Em virtude dos anos de luta da Escola Estadual Hegésippo Reis para permanecer aberta e funcionando como deve ser, a equipe gestora recebeu o resultado do IDEB com bastante surpresa. A Escola alcançou média 5,2, quando a meta para 2017 seria de 5,3. 
Esse dado só mostra e confirma que basta as redes de ensino fazerem o básico, oferecendo as condições para vermos os educadores e as escolas comprometidas mostrarem os resultados. Quando cada um faz a sua parte, as aprendizagens são consequência.  
Natal sabe os problemas enfrentados por esta Escola com a sua equipe docente, há anos, composta por estagiárias e a alta rotatividade que sabemos que são decorrentes, isso para não falarmos em outas dificuldades que são expostas para serem resolvidas todos os dias. 
O desafio aumenta... a responsabilidade continua imensa. Estamos no caminho.
Agradecemos às famílias das crianças e a todos (as) que respeitam e acreditam em nosso trabalho.
Adiante, com esperança!

 

14/08/2012 - Resultado do IDEB 2011 - Ensino Fundamental (Anos Iniciais)

Fonte: Todos pela Educação

 

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para os primeiros anos do Ensino Fundamental confirmou a tendência de anos anteriores e avançou em 2011, passando de 4,6 em 2009 para 5,0. O índice refere-se a redes públicas e particulares de todo o País.

O aumento, de 0,4, é o mesmo desde a primeira edição do Ideb, referente a 2005, como pode ser observado na tabela abaixo. De 2005 até agora, o índice teve um aumento de 1,2 ponto.

Unidade da Federação Ideb 2005 Ideb 2007 Ideb 2009 Ideb 2011 Meta Ideb 2011
Brasil 3,8 4,2 4,6 5,0 4,6
Região Norte 3,0 3,4 3,8 4,2 3,8
Rondônia 3,6 4,0 4,3 4,7 4,5
Acre 3,4 3,8 4,3 4,6 4,3
Amazonas 3,1 3,6 3,9 4,3 3,9
Roraima 3,7 4,1 4,3 4,7 4,5
Pará 2,8 3,1 3,6 4,2 3,5
Amapá 3,2 3,4 3,8 4,1 4,0
Tocantins 3,5 4,1 4,5 4,9 4,3
Região Nordeste 2,9 3,5 3,8 4,2 3,7
Maranhão 2,9 3,7 3,9 4,1 3,7
Piauí 2,8 3,5 4,0 4,4 3,6
Ceará 3,2 3,8 4,4 4,9 4,0
Rio Grande do Norte 2,7 3,4 3,9 4,1 3,5
Paraíba 3,0 3,4 3,9 4,3 3,8
Pernambuco 3,2 3,6 4,1 4,3 4,0
Alagoas 2,5 3,3 3,7 3,8 3,3
Sergipe 3,0 3,4 3,8 4,1 3,8
Bahia 2,7 3,4 3,8 4,2 3,5
Região Sudeste 4,6 4,8 5,3 5,6 5,4
Minas Gerais 4,7 4,7 5,6 5,9 5,5
Espírito Santo 4,2 4,6 5,1 5,2 5,0
Rio de Janeiro 4,3 4,4 4,7 5,1 5,1
São Paulo 4,7 5,0 5,5 5,6 5,5
Região Sul 4,4 4,8 5,1 5,5 5,2
Paraná 4,6 5,0 5,4 5,6 5,4
Santa Catarina 4,4 4,9 5,2 5,8 5,2
Rio Grande do Sul 4,3 4,6 4,9 5,1 5,1
Região Centro-Oeste 4,0 4,4 4,9 5,3 4,8
Mato Grosso do Sul 3,6 4,3 4,6 5,1 4,4
Mato Grosso 3,6 4,4 4,9 5,1 4,4
Goiás 4,1 4,3 4,9 5,3 4,9
Distrito Federal 4,8 5,0 5,6 5,7 5,6

 

A meta para 2011 era de 4,6 e já havia sido superada em 2009. Todos os Estados e o Distrito Federal conseguiram atingir metas – apenas Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul não superaram as suas.

Os líderes na superação dos índices propostos são os estados do Ceará e do Piauí, que ficaram 0,9 e 0,8 respectivamente, acima de suas metas. Os dois estados têm programas focados em alfabetização, o que, segundo especialistas, é essencial para ajudar na evolução das redes.

“Não colocar o foco na alfabetização é pôr em risco toda a aprendizagem futura desses alunos. É uma prioridade”, afirma Antonio Matias, vice-presidente da Fundação Itaú Social, que tem  diversos projetos na Educação Básica. “A confirmação disso aparece justamente quando olhamos os Estados que estão investindo na área.”

Entre 2005 e 2011, a rede pública do Ceará teve uma melhoria equivalente à rede pública do País todo: 1,1 ponto. O Estado tem, desde 2007, o Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), programa de cooperação entre Estado e municípios que tem como principal objetivo apoiar as cidades cearenses na melhoria da qualidade do ensino, da leitura e da escrita nas séries iniciais do Ensino Fundamental. A ideia é que os alunos estejam alfabetizados até o final do segundo ano.

Já o Piauí tem uma iniciativa mais recente: o Palavra de Criança. O programa é uma parceria da Secretaria de Estado da Educação e Cultura e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e tem como meta consolidar a alfabetização dos alunos do 3º ano das escolas municipais, envolvendo as famílias no processo.

A alfabetização das crianças de até 8 anos é uma das bandeiras da gestão do ministro Aloizio Mercadante no Ministério da Educação (MEC). No início do mês passado, o governo lançou o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa por meio de uma portaria, que traz as ações e as diretrizes gerais do pacto entre o governo federal, Estados, municípios e entidades para firmar o compromisso de alfabetizar as crianças até, no máximo, 8 anos, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental. O pacto tem como principal fonte de inspiração justamente o Paic, do Ceará.

O pacto da União prevê a alfabetização em língua portuguesa e em matemática e a realização de avaliações anuais pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) para os concluintes do 3º ano. Estão previstos também a formação continuada de professores alfabetizadores; materiais didáticos, literatura e tecnologias educacionais; avaliação e gestão, controle e mobilização social.

Evolução

Os estados com os melhores desempenhos no Ideb para a primeira etapa do Ensino Fundamental são, respectivamente, Minas Gerais (5,9), Santa Catarina (5,8) e o Distrito Federal (5,7). Os mais baixos são Alagoas (3,8), Amapá, Maranhão, Rio Grande do Norte e Sergipe (todos com 4,1).

Observando apenas a rede pública – ou seja, descontando o desempenho da rede particular e contando apenas as escolas municipais e estaduais –, o Ideb cai 0,3 ponto, ficando em 4,7 e superando, ainda assim, a meta de 4,4 para 2011.

Uma das possíveis razões para a melhora é o aumento da matrícula em Educação Infantil nos últimos anos, o que significa que as crianças estão entrando no sistema e tendo contato com o ambiente escolar cada vez mais cedo. “Desde antes do Ideb, o crescimento dos primeiros anos do Ensino Fundamental já é notado como algo recorrente. Isso foi reforçado com a melhora da condição socioeconômica das famílias e também com o maior ingresso de crianças nas creches e na pré-escola”, explica economista Naercio Aquino Menezes, que também é professor do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa da Faculdade de Economia e Administração da USP.

Para Romualdo Portela, professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), é preciso observar a melhora do sistema com cautela. “Na medida em que o Ideb se torna um índice mais conhecido e respeitado, é normal que os resultados melhorem. Mas ainda temos muita desigualdade e muita gente abaixo das médias, com desempenho muito baixo”, ressalta. “Além disso, sabemos que o desempenho escolar é atrelado ao nível socioeconômico do aluno. Como isso melhorou nos últimos anos, o aumento no índice é um reflexo disso.”

25/07/2012 - 6º Seminário Potiguar Prazer em Ler

Fonte: Assessoria de Imprensa do IDE  

 

Tudo pronto para o 6º Seminário Potiguar Prazer em Ler, que será realizado nos dias 06 e 07 de agosto de 2012, no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves – CEMURE, no bairro Nazaré. O encontro, que vem se consolidando como um dos mais importantes do calendário cultural potiguar reúne educadores, escritores e amantes da leitura em apresentações e debates que têm como objetivo “Falar de livros, leitura, literatura e formação de leitores”, como bem ressalta o tema do encontro deste ano.

Segundo Cláudia Santa Rosa, coordenadora do evento, “falar de livros, leitura, literatura e formação de leitores é um tema amplo o suficiente para abrigar muitas conversas e momentos literários, arrematando diálogos iniciados nas oficinas de formação, nos encontros do Fórum Potiguar de Escolas Leitoras e de intercâmbio, nas visitas de acompanhamento técnico às escolas, no ambiente virtual de formação e em outros espaços de aprendizagens e partilhas”. Sendo assim, enfatiza ela, o seminário pode ser percebido como uma janela para novas conversas e fortalecimento das práticas de formação de leitores desenvolvidas nas escolas e respectivas comunidades.

Realizado pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação - IDE, em parceria com o Instituto C&A, Secretaria Municipal de Educação de Natal, Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Parnamirim, Secretaria de Estado da Educação e da Cultura e União dos Dirigentes Municipais de Educação, o Seminário representa uma oportunidade de aprendizagem e trocas com escritores e especialistas de renome no País e educadores e ativistas locais, com palestras, lançamentos de livros, momentos literários com leitura de contos e poemas, além de mobilização para implantação e/ou fortalecimento de políticas públicas no setor. Para esta edição foram disponibilizadas 600 inscrições, todas elas já preenchidas. 

 

Programação

 

O encontro será aberto dia 06 de agosto, às 8h30 com o Momento Literário “Gente que gosta de Livros”, a cargo dos representantes das escolas vencedoras do Concurso Escola de Leitores. Às 9h será feita à leitura do Termo de Adesão ao Manifesto por um Rio Grande do Norte de Leitores e assinatura pelos candidatos a prefeitos de Natal e Parnamirim e os presidentes estaduais dos partidos políticos, objetivando orientarem os futuros prefeitos, vice-prefeitos e vereadores a implementarem e/ou defenderem políticas públicas de promoção da leitura literária nos 167 municípios do Estado, seguido pelas palavras dos representantes das instituições parceiras do Seminário.

 

Primeiro dia

Às 10h30 será realizada a “Conversa 1 – Livros, literatura e formação de leitores”, a cargo de Eliana Yunes, doutora em Letras e Linguística pela PUC-Rio e pela Univercidad de Málaga, Espanha. Também é ensaísta, crítica e pesquisadora de temas relacionados com a formação de leitores, infância e cultura. É assessora da UNESCO para políticas de leitura, coordenadora adjunta da Cátedra UNESCO de Leitura PUC-Rio, consultora do CERLALC e do PNLL. Foi a criadora do PROLER. O turno da tarde será iniciado com o “Momento Literário 2”, com apresentação das escolas municipais Professora Adelina Fernandes e Ivonete Maciel (Natal, RN). Em seguida será realizada a “Conversa 2 – Políticas públicas para um Brasil Literário”, com palestras de Áurea Alencar (Rio de Janeiro, RJ) e Lucília Helena do Carmo Garcez (Brasília, DF). A primeira é secretária executiva do “Movimento por um Brasil Literário", e a segunda secretária executiva do Plano Nacional do Livro e Leitura – PNLL. Haverá ainda a “Conversa 3 – Uma leitura literária que mexeu com a minha cabeça”, com os escritores potiguares Carlos Fialho, Salizete Freire Soares e Vicente Serejo.

           

            Segundo dia

A programação prossegue na terça-feira, 07 de agosto, iniciando com o “Momento Literário 3”, a cargo da Escola Municipal Homero de Oliveira Dantas (Parnamirim, RN), seguido pela “Conversa 4 – Livros, poesia e formação de leitores”, com palestra da escritora carioca Roseana Murray. Na sequência a “Conversa 5 – Redes de leitura literária: caminhos e possibilidades”, estará a cargo das potiguares Ana Santana, Conceição Flores, Ilane Cavalcante e Maria Lúcia Pessoa Sampaio, escritoras e docentes de diferentes instituições de ensino superior do RN.

À parte da tarde será iniciada com o “Momento Literário 4 conduzido pela Escola Estadual Gal. Newton Braga de Faria” seguido da “Conversa 6 intitulada de “À conversa com a Alice”, com palestra deJosé Pacheco, educador que por 30 anos coordenou o projeto educativo da Escola da Ponte, em Portugal, baseado na autonomia dos estudantes. Encerrando a programação, a Conversa "Porque eu sou feito de livros e algumas letras que colhi no caminho sinuoso das páginas", pelo escritor, ilustrador, contador de histórias, ator, arte-educador, crítico literário Celso Sisto, de Porto Alegre, RS.

“Com o Seminário e todas as demais atividades de formação, no âmbito da Rede Potiguar de Escolas Leitoras, esperamos, de verdade, a possibilidade de juntos, renovarmos acordos, pactuarmos sobre a emergência de construirmos cada vez mais Escolas Leitoras num Rio Grande do Norte de Leitores e num Brasil Literário”, finalizou Cláudia Santa Rosa.

 

 

Adesões ao Manifesto por um Rio Grande do Norte de Leitores

 

Antes mesmo do início do 6° Seminário Potiguar Prazer em Ler, é intensa a mobilização junto aos candidatos a prefeitos de Natal e Parnamirim e presidentes estaduais dos partidos políticos do RN, na busca pelo comprometimento na formatação de políticas públicas de promoção da leitura como ação estratégica nas escolas potiguares. “Desejamos que as ações em curso de promoção da leitura literária não sejam interrompidas e que se espalhem por todo Estado através dos futuros gestores e legisladores municipais. Políticas públicas são as grandes demandas do momento", enfatizou a educadora Cláudia Santa Rosa, diretora do Instituto de Desenvolvimento da Educação – IDE e uma das articuladoras da Rede Potiguar de Escolas Leitoras, proposta que tem origem no projeto de formação de mediadores de leitura, iniciado desde 2007, vinculado ao programa Prazer em Ler, do Instituto C&A..

A mobilização de agora refere-se à adesão ao “Manifesto por um Rio Grande do Norte de Leitores”. Comissões de educadores da Rede Potiguar de Escolas Leitoras estão visitando os candidatos a prefeitos de Natal e Parnamirim, além dos presidentes estaduais dos partidos políticos, convidando-os a assinarem Termo de Adesão ao Manifesto, documento que aponta diretrizes para implementação de políticas públicas que estabelece o acesso à literatura como uma das prioridades nos processos de ensino e aprendizagem. Haverá um ato simbólico de assinatura do Manifesto, durante a solenidade de abertura do Seminário Prazer em Ler, dia 06 de agosto, no Cemure. 

Segundo Cláudia, o Fórum da Rede Potiguar de Escolas Leitoras deseja que os futuros prefeitos de Natal, de Parnamirim e dos demais municípios do RN implantem e/ou implementem políticas públicas de promoção da leitura literária nas escolas e que não sejam interrompidas as ações exitosas que estão em andamento. “Espera-se que os presidentes estaduais dos partidos façam recomendações aos filiados eleitos, inclusive vereadores, para que defendam a temática”, relatou, lembrando o histórico descaso perante a continuidade e a universalização de políticas de leitura no estado, que devem ser promovidas por todas as organizações, sobremaneira pelo poder público.

O Manifesto já recebeu a adesão de mais de 10 mil pessoas. O documento defende, entre outros, os seguintes pontos:

1) as leis 12.244, de 24 de maio de 2010, que dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do país; 9.169, de 15 de janeiro de 2009, que dispõe sobre a criação da política estadual de promoção da leitura literária nas escolas públicas do Rio Grande do Norte; 6.094, de 29 de abril de 2010, que dispõe sobre a política de promoção de leitura literária nas escolas públicas da rede municipal de ensino de Natal; e 9.105, de 9 de junho de 2008, que dispõe sobre a criação da política estadual do livro no Rio Grande do Norte, sejam compreendidas em seu conteúdo e cumpridas em sua totalidade;

2) sejam criadas bibliotecas públicas em todos os municípios do estado, nas zonas ou bairros das cidades maiores, revitalizando e ampliando aquelas já existentes, de modo a transformá-las em centros culturais de democratização do acesso à escrita, por meio do livro e de diferentes portadores;

3) os governos fortaleçam as escolas, garantindo-lhes as condições, para que sejam competentes na implementação dos seus projetos político-pedagógicos, comprometidos com a consolidação do acesso de todos à leitura e à escrita, desde a mais tenra idade;

4) as bibliotecas escolares tenham assegurado amplo espaço físico com todas as condições de funcionamento, incluindo recursos midiáticos e acervo variado sem desconsiderar os livros de autores norte-rio-grandenses, as obras literárias de expressão indígena e afro-brasileira e os livros adaptados aos portadores de necessidades visuais, auditivas e motoras;

5) as salas de leitura, ainda existentes nas escolas públicas, sejam, imediatamente, transformadas em bibliotecas escolares por serem equipamentos universais de acesso à cultura escrita e alinhados com o objetivo de formar leitores;

6) os professores mediadores de leitura, lotados nas bibliotecas escolares e salas de leitura – estas últimas enquanto forem uma realidade –, sejam inseridos no quadro funcional da administração pública, com os mesmos direitos dos professores de sala aula;

7) os governos estadual e municipais sejam incansáveis na captação de recursos públicos e privados e, sobretudo, incluam em seus orçamentos anuais os recursos para garantia dos respectivos planos de leitura literária nas bibliotecas públicas e nas bibliotecas escolares, bem como a liberação de verba para a criação e a manutenção de bibliotecas comunitárias;

8) os projetos de leitura desenvolvidos pelas escolas tenham reconhecimento e apoio irrestrito da gestão pública, sendo incentivados aos professores, alunos e comunidades, e deixando de ser compreendidos como menos importantes no âmbito das atividades pedagógicas.

 

 

Maiores informações podem ser adquiridas no site  www.ideducacao.org.br

11/07/2012 - Volta às atividades letivas e Jornada

Depois de dias de recesso escolar, na última segunda-feira, dia 09/07, retomamos às atividades letivas. 

No próximo sábado, dia 14, haverá encontro da Jornada Pedagógica da Escola. Professores, coordenação e direção terão um sábado de estudos, avaliação das realizações durante esse tempo e planejamento.   

22/06/2012 - Recesso Escolar

De 25/06 a 08/07 estaremos em recesso escolar, voltando no dia 09 de julho com bastante energia e interesse para dar continuidade às nossas atividades.

16/06/2012 - Semana de Oficinas de Textos e Desafios Matemáticos

A próxima semana, de 18 a 22 de junho, será ainda mais legal. As crianças participarão de oficinas de textos e desafios matemáticos, carinhosamente preparadas pelas professoras. Vários temas serão explorados, retomando os melhores momentos dos primeiros 3 meses do ano letivo.

Uma atenção especial à temática da prevenção à Dengue será dada, articulando-se com a campanha realizada pelo Conselho Comunitário do bairro. 

Na sexta-feira, dia 22, serão expostos os textos nos murais da Escola.

14/06/2012 - Festa Junina

Neste sábado, dia 16 de junho, às 16 horas, a Escola Estadual Hegésippo Reis realizará a sua festa junina, reunindo toda comunidade escolar. Muitas apresentações de dancinhas estão programadas, além de brincadeiras, barraca de comidas típicas e a animada quadrilha.

 

Venha participar conosco! 

05/06/2012 - 3ª Exposição 3Rs

Durante o dia de hoje, das 8 às 17h30, criançase professoras realizam a 3ª Exposição 3Rs, dentro da proposta de educação ambiental da nossa Escola de educar para REDUZIR, REUTILIZAR e RECICLAR. As aprendizagens serão apresentadas em forma de maquetes, cartazes e seminários.

Fique ligado!


OS 3 Rs para uma Mudança de Atitude

Os 3Rs para controle do lixo são REDUZIR, REUTILIZAR e RECICLAR. Reduzindo e reutilizando evitar-se-á que uma grande quantidade de produtos se transformem em lixo. Reciclando protegem-se os recursos naturais, além de se reduzir o volume do lixo.

Reduzir o lixo em nossas casas, implica reduzir o consumo de tudo o que não nos é realmente necessário. Isto significa rejeitar produtos com embalagens plásticas, preferindo as de papelão que são recicláveis, que não poluem o ambiente e desperdiçam menos energia.

Exemplo:
a) quando fazemos compras, levar os nossos próprios sacos;b) preferir as embalagens grandes, quanto menores são as embalagens, mais embalagens se gastam e mais lixo é produzido;c) optar por recargas, além de mais baratas, são menos poluentes;d) preferir as embalagens para as quais existem circuitos de reciclagem.

Reutilizar significa usar um produto de várias maneiras. Transformar!

Exemplo:

a) reutilizar depósitos de plásticos ou vidro para outros fins, como plantar, fazer brinquedos;b) reutilizar envelopes, colocando etiquetas autocolantes sobre o endereço do remetente e destinatário;c) aproveitar folhas de papel rasuradas para anotar telefones, lembretes, recados;d) instituir a Feira de Trocas para reciclar, aproveitando ao máximo os bens de consumo, como: roupas, discos, calçados, móveis.

Reciclar é uma maneira de lidar com o lixo de forma a reduzir e reusar. Este processo consiste em fazer coisas novas a partir de coisas usadas. A reciclagem reduz o volume do lixo, o que contribui para diminuir a poluição e a contaminação, bem como na recuperação natural do meio ambiente, assim como economiza os materiais e a energia usada para fabricação de outros produtos.

Exemplo:

a) cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Quantas árvores poderia já ter ajudado a preservar?; b) com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes;c) cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado, evita que sejam extraídos do solo cerca de 5.000 quilos de minério, a bauxita. Quantas latinhas de refrigerantes você já jogou fora até hoje?

17/05/2012 - Convite - Escola Festeja a Família

Em comemoração pelo 15 de maio - Dia Internacional da Família

 

19 de maio de 2012 - Sábado

 

P R O G R A M A Ç Ã O

 

7h – Crianças dos dois turnos nas salas de aula com as professoras preparam as homenagens para as suas famílias e organizam a exposição de trabalhos no pátio.

 

8h – Famílias chegam à Escola e começam as apresentações das crianças (música, teatro, dança, poemas, narrativas, trabalhos em exposição) em homenagem às Famílias.

 

9h – Lanche e encerramento

26/04/2012 - Reunião com as Famílias no Dia Nacional da Educação

Senhores (as) Pais, Mães e Responsáveis:

No próximo SÁBADO, 28 de abril, Dia Nacional da Educação, HAVERÁ AULA NOS HORÁRIOS NORMAIS pela manhã e a tarde. Evitem que os seus filhos faltem.

Convidamos os (as) senhores (as) para a 2ª Reunião com as Professoras, que será no mesmo dia, às 10 horas para quem os (as) filhos (as) estudam pela manhã e às 16 horas para os (as) da tarde. Pedimos a sua atenção para o conteúdo do folheto em anexo. 

Atenciosamente,

À Equipe Gestora

 

Conteúdo do Panfleto encaminhado às Famílias:

Campanha Eu acompanho a vida escolar do meu filho!

Eu sei que meu filho e/ou minha filha também depende de mim para alcançar ótimos resultados na escola.

  • Compareço às reuniões e procuro a escola mesmo sem ser convidado.
  • Respondo os bilhetes enviados pela escola e faço a minha parte.
  • Meu filho tem hora certa para estudar em casa e quando não consigo ajudá-lo recorro a outras pessoas.
  • Mostro ao meu filho o quanto sinto orgulho por ele estudar e aprender.
  • Ajudo meu filho a cuidar do material escolar e do uniforme.
  • Ajudo, mas sou exigente. A escola do meu filho tem que funcionar muito bem e alcançar bons resultados nas avaliações.

 

13/04/2012 - Sábado Letivo - Oficinas para as crianças e Jornada Pedagógica

Amanhã, dia 14 de abril, será dia letivo, conforme o calendário escolar. As crianças dos dois turnos estarão na Escola a partir das 7 horas para uma manhã de oficinas lúdicas.

Em seguida, a partir das 11 horas, a equipe terá o 2º Encontro da Jornada Pedagógica, quando acontecerão estudos e planejamento.

13/04/2012 - Fórum da Rede Potiguar de Escolas Leitoras retoma atividades com encontro na Assembleia Legislativa

 

O Fórum da Rede Potiguar de Escolas Leitoras, de livre acesso ao público, retoma suas atividades no próximo dia 18, Dia Nacional do Livro Infantil, com a realização de mais um encontro na Assembleia Legislativa, a partir das 9h, reunindo educadores, mediadores de leitura, estudantes, especialistas e amantes da leitura de modo geral. O ponto alto do encontro será a palestra da professora Marly Amarilha, abordando aspectos da leitura e da formação do leitor na atualidade.

 

 

Programação

9h –  Boas Vindas


9h05 – Compartilhando leitura - Professor Frederico Horie Silva


9h20 – Momento Literário - Crianças da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, Parnamirim/RN.

 

9h30 –  Comunicação: 'Tecendo uma agenda de fomento à cultura leitora' - Cláudia Santa Rosa - Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE)


10h - Debate

10h30– Palestra 'A formação do leitor de literatura na contemporaneidade' - Palestrante: Marly Amarilha - Possui graduação em Letras (Português-Inglês); especialização e mestrado em Literatura Brasileira; doutorado pela University of London (1990). É professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte no Programa de Pós-Graduação e no Departamento de Fundamentos e Políticas da Educação. Coordena o grupo interinstitucional 'Ensino e Linguagem'. Tem experiência na área de Educação e Letras, com ênfase em Teoria da Leitura e Ensino de Literatura. Pesquisa, principalmente, os seguintes temas: leitura; linguagens; literatura; literatura infantil, educação fundamental; formação do leitor.


11h30 – Debate


11h45 – Encaminhamentos 


12h – Encerramento



Realização

Rede Potiguar de Escolas Leitoras


Parceiros


Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) | Instituto C&A | Secretaria Municipal de Educação de Natal (SME) | Secretária Municipal de Educação e Cultura de Parnamirim (SMEC) | União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME/RN) | Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

03/04/2012 - Escola realiza 1º Encontro da Jornada Pedagógica

No último sábado, das 7h30 às 16h30, a equipe docente, direção e coordenação pedagógica da Hegésippo Reis reuniram-se no 1º Encontro de 2012 da Jornada Pedagógica da Escola, conforme programação abaixo. Foi uma oportunidade de integrar os professores que assumiram as salas de aula, oriundos do concurso público realizado pelo Governo do Estado e prepará-lo para implementarem o projeto "Casa de Saberes".

 

Jornada Pedagógica

1º Encontro de 2012

31 de março

 

Construir uma prática pedagógica com foco na aprendizagem.

 

O B J E T I V O

Conhecer, analisar e refletir sobre as orientações do projeto político-pedagógico da Escola, a fim de qualificar os processos de ensino e aprendizagem.  

 

P  R  O  G  R  A  M  A  Ç  à O

 

Dia 31/03 – Sábado

 

07:30 – Boa vindas

07:35 – Auto-apresentação: O que dizem os objetos?

08:00 – Palestra Dialogada: Conhecer o projeto Casa de Saberes, discutir uma práxis de corresponsabilidade - Cláudia Santa Rosa 

09:30 – Intervalo

09:50 – Continuação – Foco: Dispositivos Pedagógicos orientadores do planejamento:

  • o Metas de cada oficina
  • o Discutir a rotina comum e específica de cada oficina
  • o Diagnóstico inicial
  • o Quadro de objetivos e Fichários de atividades
  • o Quadro de objetivos das atitudes, Lei dos Alunos e harmonia no ambiente escolar
  • o Calendário “Valores”
  • o Mapa de avaliação e Matrizes de Referência da Provinha e da Prova Brasil.
  • o Provas bimestrais, relatórios e notas
  • o Calendário Escolar e dinamicidade no ambiente escolar.

 

12:00 – Almoço (livre)

 

13:00 – Planejamento entre professores, por Oficinas: atividades, ambientação da sala, organização, produção de materiais e etc.

16:30 – Encerramento 

02/04/2012 - Pesquisa aponta que brasileiro reconhece importância da leitura

Amanda Cieglinski - Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – O brasileiro sabe da importância da leitura para progredir na vida, mas continua considerando a atividade desinteressante. Este é o principal diagnóstico da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada nessa semana pelo Instituto Pró-Livro. Foram entrevistadas mais de 5 mil pessoas em 315 municípios e os resultados apontam que apenas metade delas pode ser considerada leitoras. O critério é ter lido pelo menos um livro nos últimos três meses.

Entre os participantes, 64% concordaram totalmente com a afirmação “ler bastante pode fazer uma pessoa vencer na vida e melhorar sua situação econômica”. Mas 30% disseram que não gostam de ler, 37% gostam um pouco e 25% gostam muito. Entre os não leitores, a principal razão para não ter lido nos últimos meses é a “falta de tempo”, apontada por 53% dos entrevistados. No topo da lista aparecem também justificativas como “não gosto de ler” (30%) ou “prefiro outras atividades” (21%).

A professora Vera Aguiar, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), explicou que a falta de hábito de leitura no país é cultural. “Nossa cultura é muito oral. Se a gente pensa na religião, nas festas como o carnaval ou nos esportes como o futebol, percebe que o brasileiro prefere atividades exteriores que envolvam muitas pessoas”, aponta a pesquisadora da Faculdade de Letras da PUC-RS.

Vera defende que mesmo sendo uma questão cultural, é possível mudar o quadro com ações de incentivo à leitura. Ela acredita que nas últimas décadas houve um incremento grande de programas voltados para o estímulo da leitura, mas as iniciativas ainda não tiveram o efeito esperado. “Há várias iniciativas de vários setores da sociedade – governos municipais, estaduais e federal, ONGs [organizações não governamentais], universidades – mas mesmo assim é pouco. Essas ações precisam ser mais articuladas”.

Para Maria Antonieta Cunha, professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e diretora do programa do Livro Leitura e Literatura do Ministério da Cultura, o brasileiro associa a leitura à obrigação e não ao prazer. Um trecho do estudo que evidencia essa tese são as respostas dos entrevistados à pergunta “qual é o significado da leitura para você”. Mais de 60%, acham que ler uma “fonte de conhecimento para a vida”, “fonte de conhecimento para atualização profissional” (41%) e “fonte de conhecimento para a escola” (35%). Para a professora, os resultados indicam que a maioria das pessoas não associa diretamente a leitura a uma atividade de lazer.

“A questão é que nós não temos a leitura como um valor social. A pessoa não conseguiu descobrir que a leitura trabalha, mais do que tudo, com a transcendência, que é o grande item do ser humano. É aquilo que diz Fernando Pessoa: "a literatura é uma confissão de que a vida não basta"”, disse Maria Antonieta durante o lançamento da pesquisa.

O estudo também demonstra que o hábito da leitura está conectado com a frequência à escola. Entre os que estudam estão apenas 16% do total da população de não leitores. Mesmo entre aqueles considerados leitores, a média de obras lidas é 1,4 para quem não está estudando ante 3,4 para quem estuda (considerando os últimos três meses). “Que escola é essa que nós temos que não consegue desenvolver leitores para a vida inteira?”, pergunta Maria Antonieta.

A representante do Ministério da Cultura defende que as escolas e as bibliotecas, apontadas como um local desinteressante pelos entrevistados, precisam ter bons mediadores de leitura. “São professores verdadeiramente capazes de fazer o olhinho do aluno brilhar ao ouvir uma história. Para isso o próprio professor precisa ser um apaixonado pela leitura”.

 

Edição: Rivadavia Severo

29/03/2012 - Instituto Pró-Livro divulgou pesquisa Retratos da Leitura no Brasil

28/03/2012

 

Brasileiro lê, em média, quatro livros por ano

Amanda Cieglinski - Repórter da Agência Brasil

Edição: Lílian Beraldo

 

Brasília – O brasileiro lê em média quatro livros por ano e apenas metade da população pode ser considerada leitora. É o que aponta a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada hoje (28) pelo Instituto Pró-Livro. O estudo realizado entre junho e julho de 2011 entrevistou mais de 5 mil pessoas em 315 municípios.

Em 2008, o instituto divulgou pesquisa semelhante que apontava a leitura média de 4,7 livros por ano. Entretanto, a entidade não considera que houve uma queda no índice de leitura dos brasileiros, já que a metodologia da pesquisa sofreu pequenas alterações para torná-la mais precisa.

De acordo com o levantamento, o Brasil tem hoje 50% de leitores ou 88,2 milhões de pessoas. Se encaixam nessa categoria aqueles que leram pelo menos um livro nos últimos três meses, inteiro ou em partes. Entre as mulheres, 53% são leitoras, índice maior do que o verificado entre os entrevistados do sexo masculino (43%).

Ao perguntar para os entrevistados quantos livros foram lidos nos últimos três meses, período considerado pelo estudo como de mais fácil para lembrança, a média de exemplares foi 1,85. Desse total, 1,05 exemplar foi escolhido por iniciativa própria e 0,81 indicados pela escola.

Entre os estudantes, a média de livros lidos passa para 3,41 exemplares nos últimos três meses. Os alunos leem 1,2 livro por iniciativa própria, divididos entre literatura (0,47), Bíblia (0,15), livros religiosos (0,11) e outros gêneros (0,47).

De acordo com o estudo, a Bíblia aparece em primeiro lugar entre os gêneros preferidos, seguido de livros didáticos, romances, livros religiosos, contos, literatura infantil, entre outros.

Ver TV é atividade preferida pelo brasileiro no tempo livre, leitura fica em sétimo

Amanda Cieglinski - Repórter da Agência Brasil

Edição: Lílian Beraldo

 

Brasília – O índice de brasileiros que prefere ler no seu tempo livre caiu de 36% entre 2007 para 28% em 2011. É o que aponta a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada hoje (28) pelo Instituto Pró-Livro. O estudo tem como objetivo identificar os hábitos e as preferências dos leitores brasileiros. Assistir televisão continua sendo a atividade preferida e foi escolhida por 85% dos entrevistados. Em seguida aparecem escutar música ou rádio (52%), descansar (51%) e reunir-se com amigos e a família (44%). Cada entrevistado escolheu até cinco opções.

A leitura – incluindo jornais, livros, revistas e textos na internet – aparece em sétimo lugar na lista das atividades que o brasileiro mais gosta de fazer no seu tempo livre. Enquanto o percentual de entrevistados que declara gostar de ler cai, o grupo dos que aproveitam o tempo ocioso para acessar a internet subiu de 18% para 24% entre 2007 e 2011. A pesquisa também identificou um novo comportamento que não estava no estudo anterior: acessar as redes sociais, indicado como atividade frequente por 18% dos entrevistados.

Setenta e cinco por centro dos entrevistados dizem que leem por prazer e 25% por obrigação. Entre os entrevistados, 49% disseram ler mais hoje do que no passado, 28% acreditaram ler menos e 20% avaliaram que leem na mesma quantidade. A principal razão apontada por aqueles que diminuíram o volume da leitura foi o desinteresse (78%), o que inclui a falta de tempo, a preferência por outras atividades e a “falta de paciência para ler”. Apenas 4% apontaram a dificuldade de acesso aos livros como motivo para ler menos, o que inclui o preço do livro, a falta de bibliotecas perto de casa ou de livrarias.

Entre os participantes, 64% concordaram totalmente com a afirmação “ler bastante pode fazer uma pessoa vencer na vida e melhorar sua situação econômica”. Ao mesmo tempo, a maior parte diz que não conhece ninguém que tenha progredido na vida por ler muito.

O estudo também perguntou ao entrevistado qual era o significado da leitura para ele. Para 64%, a leitura é uma “fonte de conhecimento para a vida”. Entre as principais respostas obtidas estão ainda “fonte de conhecimento para atualização profissional” (41%) e “fonte de conhecimento para a escola” (35%). Apenas 6% consideram a leitura uma atividade cansativa e 5% acham que é entediante.

 

Maioria dos brasileiros nunca frequentou uma biblioteca

Daniella Jinkings - Repórter da Agência Brasil

Edição: Aécio Amado

 

Brasília – A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada hoje (28), aponta que 75% dos brasileiros nunca frequentaram uma biblioteca. A quantidade de pessoas que não buscam as bibliotecas é a mesma de 2007. No entanto, o uso frequente desse espaço caiu de 10% para 7% entre 2007 e 2011.

A maioria dos entrevistados (71%) sabe da existência de uma biblioteca pública em sua cidade e diz que o acesso a ela é fácil. Os estudantes são os que mais usam esse tipo de equipamento, 64% dos entrevistados disseram que procuram mais pelas bibliotecas escolares. De acordo com a pesquisa, 50% dos frequentadores pertencem à classe C.

A média de livros lidos nos últimos três meses por quem vai às bibliotecas é 3,84 livros. A maioria dos usuários é da Região Sudeste (43%). A Região Nordeste tem 24% de frequentadores assíduos, as regiões Norte e Centro-Oeste, 18% cada, e a Região Sul, 14%.

Além de não ir à biblioteca, a maioria dos brasileiros (33%) disse que não tem nada que o motive a frequentar o espaço de estudo (33%). Para 20% dos entrevistados, no entanto, a existência de livros novos é considerada um atrativo, 17% declararam que frequentariam mais as bibliotecas se elas ficassem perto de onde moram e 13% se elas tivessem livros mais interessantes.

Percentual de brasileiros leitores é maior entre jovens e moradores de zonas urbanas

Amanda Cieglinski - Repórter da Agência Brasil

Edição: Nádia Franco

 

Brasília – Pesquisa divulgada hoje (28) mostrou que o maior percentual de leitores na população está entre os jovens. A renda familiar, o lugar onde se vive e a escolaridade também são fatores que influenciam o gosto pela leitura. O estudo Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto Pró-Livro, identificou que 50% da população pode ser considerada leitora. O critério é ter lido pelo menos um livro nos últimos três meses.

“Os leitores do Brasil são pessoas que têm acesso a bibliotecas, a livros diversificados, que não são aqueles os comprados ou oferecidos pelas escolas. [Os leitores] são aqueles que têm incentivo dentro de casa, dos pais e dos familiares”, disse a presidenta do Instituto Pró-Livro, Karine Pansa.

Dos 5 anos de idade até os 24, o índice de leitores verificado na pesquisa é sempre superior ao de não leitores. Na faixa etária de 14 a 17 anos, por exemplo, estão 14% do total de leitores e apenas 5% dos considerados não leitores. O quadro muda à medida que avança a idade: no grupo entre 50 e 69 anos, por exemplo, encontram-se 23% dos não leitores e apenas 12% da população que lê.

A zona rural concentra 66% do total de não leitores no país e as capitais, 22%. A renda também é fator determinante no hábito da leitura. Na classe A, os entrevistados responderam ter lido, em média, 3,6 livros nos últimos meses. Na classe C , o índice foi 1,79 e na D/E , 0,99.

Entretanto, o preço do livro não é apontado como um fator que dificulta a leitura. Entre as principais razões apontadas por aqueles que não leram nenhum exemplar nos últimos três meses, a principal é a falta de tempo, citada por 53%, seguida pelo desinteresse, admitido por 30%. Apenas 4% dizem que não leem porque o livro é caro e 6% porque não têm bibliotecas perto de casa.

“Às vezes, questionamos se o livro é caro, mas isso não aparece como fator de impedimento na pesquisa. Percebemos que é falta de conhecimento do prazer da leitura mesmo. Quando a pessoa diz que não tem tempo para ler, na verdade, ela tem tempo para outras coisas, como ver televisão”, afirmou Karine.

27/03/2012 - MPF quer permitir crianças com menos de 6 anos no ensino fundamental

Fonte: Agência Brasil

Amanda Cieglinski - Repórter da Agência Brasil

Edição: Vinicius Doria


Brasília – O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) protocolou ação, hoje (26), na Justiça Federal para permitir que crianças com menos de 6 anos possam ser matriculadas no ensino fundamental. Atualmente, uma resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) define que, para ser matriculado no ensino fundamental, o aluno precisa completar 6 anos até 31 de março. No estado de São Paulo, uma deliberação do Conselho Estadual de Educação estipula o dia 30 de junho como data limite.

A ação, que inclui pedido de liminar, quer que a União e o estado de São Paulo reavaliem os critérios de acesso dos alunos ao ensino fundamental. Para o procurador Jefferson Aparecido Dias, o critério da idade “retém o aprendizado infantil e acorrenta o desenvolvimento de crianças aptas a acompanhar a educação escolar”. Ele defende que a restrição é ilegal e incostituicional.

Pelas regras do CNE, a criança que não completou 6 anos em 31 de março deveria ser matriculada na pré-escola. No ano passado, ações semelhantes foram ajuizadas pelo Ministério Público em outros estados. Em Pernambuco, a Justiça Federal acatou o pedido do MPF.

O objetivo da resolução do CNE, aprovada em 2010, é organizar o ingresso dos alunos no ensino fundamental, porque, até então, cada rede de ensino fixava uma regra diferente. O colegiado defendia, à época, que a criança poderia ser prejudicada ao ingressar precocemente no ensino fundamental sem o desenvolvimento intelectual e social necessário à etapa. As decisões do CNE não têm força de lei, mas servem de orientação geral para os sistemas públicos e privados de ensino.

16/03/2012 - Circular aos Pais


Natal, 16 de março de 2012.

Senhores (as) Pais, Mães e Responsáveis:

Amanhã, SÁBADO, dia 17 de março, conforme o Calendário Escolar,acontecerão atividades para as crianças dos turnos da manhã e da tarde, todas juntas, no horário das 7 às 11 horas. Solicitamos que observem o calendário que se encontra exposto nos murais da entrada e do pátio. Nele constam todas as nossas atividades. Por gentileza, evitem que os seus filhos faltem aulas para que não tenham prejuízos.

Na próxima 4ª feira, dia 21, às 19 horas, realizaremos o 1º Encontro com as Famílias, oportunidade em que trataremos de diversos assuntos para o bom andamento do ano letivo. Contamos com as suas presenças. Neste dia têm aulas nos horários normais, manhã e tarde.  

Observem o MATERIAL da bolsa do seu filho ou filha. Todos os dias é necessário que ele (a) traga caderno, lápis, borracha, apontador, coleção de lápis de cor, cola e tesoura. É importante que tenha uma garrafinha para água.

O uso do UNIFORME COMPLETO, com tênis, todos os dias, também deve merecer as vossas atenções.

Atenciosamente,

À Equipe Gestora

 

05/03/2012 - Início do Ano Letivo 2012

Iniciamos o ano letivo hoje, dia 05 de marçoDos seis docentes que a Escola necessita, cinco são praticamente voluntários. Infelizmente ainda estamos aguardado que sejam encaminhados professores (as) do quadro efetivo. Esperamos que o Estado não retarde ainda mais a nomeação dos concursados, pois para avançarmos nos indicadores educacionais implica a consolidação de uma equipe competente, comprometida e que crie raizes na Escola. Desejamos para nossa equipe, para todas as crianças e suas famílias um 2012 bem feliz.

21/12/2011 - Programação de Encerramento

Estamos na semana de encerramento das atividades letivas de 2011. Fique atento (a) à programação:

22/12 - aula normal para o turno matutino e para o vepertino até 15 
horas. Às 19 horas, no pátio da Escola acontecerá a VII EscoArte, mostra anual que envolve todas as 
oficinas e a comunidade escolar.

23/12 - Reunião Final com as Famílias: 10h para os alunos do turno 
matutino e às 14h para os do vespertino. 12 às 14h almoço de confraternização para toda equipe da Escola. Às 16h haverá encontro de despedidas dos alunos do 5º.

 BOAS FESTAS!!!

19/12/2011 - Matrículas 2012

Nós estamos cosntruíndo a melhor escola possível, objetivando promover a educa&ção integral do seu 
filho. Aqui procuramos cumprir os 200 dias letivos e por isso não adotamos procedimentos de 
suspender aulas por qualquer motivo.O nosso projeto pedagógico é defereenciado;Organização das crianças em grupos, de acordo com as suas necessidades;Reuniões mensais com as famílias;Gestão colegiada.

RENOVAÇÃO DE MATRíCULAS

1º ao 3º ano - 12 a 16/12/2011

4º ano - 23 e 26/12/2011

MATRÍCULAS DOS NOVATOS

19 a 30/12/2011 ou enquanto houver vagas.

16/12/2011 - Bazar na Escola

Ontem realizamos o esperado Bazar da nossa Escola. Das 16 às 18 horas recebemos dezenas de pessoas 
que adquiriram roupas, calçados e acessórios, sem e com pequenos defeitos. Todos os itens são doados 
pela Loja C&A, empresa parceira da Hegésippo Reis.A renda foi de R$ 1.650,00 e será revertida para a aquisição dos uniformes das crianças. Pelo fato 
de ainda ser insuficiente, no próximo dia 29/12, das 9 às 12 horas, acontecerá o último bazar do 
ano, quando esperamos repetir o mesmo sucesso.Desde 2008 a Escola realiza o projeto Bazar. Com a renda oferece, gratuitamente, o uniforme das 
crianças. Também já adquiriu um parque infantil, jogos, mesas, recipientes para a coleta seletiva de 
lixo, pranchas para as salas, aparelhos de TV e DVD, computadores, copiadora, entre outros itens da 
maior importância para o projeto Casa de Saberes.

 

24/10/2011 - Calendário 2012 em 12 Valores

Lançamos nosso calendário 2012 com proposta pedagógica para trabalhar doze valores

 

Na Escola Estadual Hegésippo Reis, em Nova Descoberta, por meio do “Casa de Saberes”, o seu projeto político-pedagógico, a formação na cidadania é uma importante marca. Comprometido com a preservação da autoria de pensamento e o protagonismo das crianças e dos educadores, o trabalho da Escola fundamenta-se em experiências de pedagogos humanistas, destacando-se Paulo Freire e Célestin Freinet, além do projeto da Escola da Ponte, instituição da rede pública de Portugal, internacionalmente conhecida.

 

Desde 2007 a Escola guia-se pela missão de “Garantir a formação na cidadania, com ênfase num sólido processo de alfabetização e letramento, de construção do pensamento lógico-matemático e da capacidade criadora e investigativa.” Neste sentido, não tem medido esforços para funcionar com a regularidade e a qualidade que as 120 crianças merecem. Com uma organização diferenciada, no lugar de turmas separadas por ano, tem seis grupos com até 20 alunos, capacidade instalada das suas salas, todas ambientadas para trabalhar oficinas de matemática, linguagem e projetos. A Escola destaca-se, ainda, pelo investimento na formação de leitores, o que já lhe rendeu prêmios de reconhecimento.

 

Um dos projetos didáticos do ano de 2011 tem intensificado a formação em valores, em tempos em que a sociedade carece superar uma espécie de crise que tem comprometido a convivência entre humanos e entre estes e o meio em que vivem. Entre julho e outubro, articulando-se às demais atividades e conteúdos curriculares, todos os grupos trabalharam o conteúdo do livro “Valores, essência da vida”, publicação da Ata Editora que chegou à Escola através do projeto social “Massa de Letras”, do Complexo Educacional Contemporâneo. Além da Hegésippo Reis, outras 25 escolas públicas de Natal receberam um kit com 10 livros e um Cd com canções coerentes com a proposta.

 

Na Hegésippo Reis, o momento de culminância desse projeto aconteceu na última sexta-feira (21), às 10 horas, quando as próprias crianças apresentaram as suas produções, através de paródias, literatura de cordel, tirinhas de quadrinhos, exposição de cartazes e apresentações de coreografias. Um dos pontos alto da programação foi o Lançamento do Calendário 2012, explorando os doze valores que foram trabalhados.

 

Trata-se de um calendário de mesa composto por frases e desenhos das crianças e será distribuído gratuitamente para aquelas que forem matriculadas para o ano de 2012, além dos autores das frases e desenhos, parceiros da Escola e órgãos da Secretaria de Educação. A proposta pedagógica do mesmo enseja o estímulo a atitudes diárias de reforço aos valores. Para cada mês há um valor e para cada valor professores, crianças e familiares identificarão atitudes a serem desenvolvidas, diariamente, para melhorar as suas vidas, a vida de outras pessoas e o mundo. A primeira página do calendário já sinaliza essa orientação: “Que tal, todos os dias, você realizar atitudes relacionadas ao valor que ilustra o calendário do mês? Mas não esqueça os valores que aprendeu nos meses anteriores.”

 

“Para escolhermos as doze frases e desenhos que correspondem aos meses do ano, foi realizado um trabalho intenso de pesquisa e discussão com as crianças. Todas escreveram e ilustraram. Ao final, num processo difícil, selecionamos as produções mais expressivas. Ficamos bem felizes com o resultado”, opina a professora Cláudia Santa Rosa, coordenadora pedagógica da Escola.

 

O calendário também apresenta informações sobre o projeto político-pedagógico da Escola e as metas de aprendizagem para cada oficina da escola. “Essa característica de folheto, que o calendário tambem contempla, tem o propósito de oferecer cada vez mais informações à família, favorecendo para que acompanhe a vida escolar do filho. Trabalhamos com um currículo organizado por objetivos, inclusive aqueles relativos às atitudes. O calendário é mais um canal de informações”, completou a coordenadora.

 

 

18/10/2011 - CONVITE - Projeto "Valores"

A Escola Estadual Hegésippo Reis convida para o momento de culminância do projeto didático “Valores, essência da vida”, título homônimo do livro paradidático oferecido à Escola pelo projeto social “Massa de Letras”, do Complexo Educacional Contemporâneo. Entre as atividades, encontra-se o lançamento do Calendário 2012, produzido a partir de desenhos e frases das crianças, abordando 12 valores. A proposta pedagógica do calendário será de estímulo a atitudes diárias de reforço aos  valores.

 

 

Data: 21/10/2011 (sexta-feira)

Hora: 10:00

Local: Pátio da Escola – Rua Claudionor Figueiredo, 405 – Nova Descoberta – Natal/RN

 Observação: O calendário foi impresso com recursos do PDE/Escola.

 

 

11/10/2011 - Homenagem ao Dia da Criança

Na próxima sexta-feira, dia 14, equipe da Escola realizará a programação, pela manhã e a tarde em homenagem ao Dia da Criança.

A programação consta de lanches especiais, distribuição de lancheiras, muitas brincadeiras, apresentação de peça teatral com textos de Cecília Meireles montada por grupo de professoras, oficinas de pintura, dança, além de exibição de filmes.

O foco é fazer as crianças não perderem a alegria e o desejo de ser criança.

28/09/2011 - Estamos sem a professora Luciana

Desde o último dia 18 afastou-se da nossa Escola a professora Luciana Pollyana, do turno da tarde. Do interior do Estado e funcionária da Rede Municipal local, a professora não teve mais a sua licença renovada e foi chamada para retornar, e reassumir as suas funções abrindo mão do contrato de professora temporária da rede estadual.

Com isso, a Escola Estadual Hegésippo Reis ficou com mais uma lacuna na sua equipe, considerando que encontra-se descobertas as vagas da sala de leitura.

A diretora da Escola comunicou, imediatamente, à direção da 1ª DIRED e a comunidade ainda aguarda as providências para que o trabalho da escola volte à normalidade.

23/09/2011 - Tiago no Diário de Natal

Eleitor do Futuro

Tiago de Almeida Ribeiro

projeto@casadesaberes.com.br

 

O cidadão consciente tem que ter consciência na hora de votar e prestar atenção quando for escolher os candidatos para não fazer nada de errado que prejudique a nossa democracia. E mais: o eleitor tem que prestar atenção e não entrar na corrupção, porque quem tem consciência não pode aceitar dinheiro de candidatos para votar neles. Alguns candidatos usam as seguintes coisas em troca de votos: dinheiro, alimentos, cesta básica, roupas.

Não são todos os políticos que fazem isso. Também há políticos conscientes, que não fazem suborno. Políticos que fazem, e são eleitos, comprometem a nossa cidadania, porque vão fazer coisas ilegais. Antes de votar, o cidadão consciente precisa saber o que o candidato fez no passado e quais as propostas que ele tem para nossa cidade, estado ou país.

Isso tudo nós aprendemos na Escola Estadual Hegésippo Reis, participando do projeto “Cidadão Consciente”. Segundo a professora Luciana Polyana “o objetivo do projeto é despertar nas crianças a consciência política, formando cidadão consciente de seus direitos e deveres, para viver na sociedade atual. Esse projeto foi muito importante para a escola e para as crianças, pois possibilitou aprendizagens sobre vários conceitos importantes para a vida cidadã, como: democracia, cidadania, consciência, voto, entre outros.”

Em nossa Escola, onde foi criado esse projeto “Cidadão Consciente” a preocupação é que sejamos cidadãos conscientes e para não entrarmos nessa da corrupção. Trabalhamos com o gibizinho “O Eleitor do Futuro”, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) que também fala do cidadão consciente. Fizemos uma apresentação desse projeto no dia 18 de julho, num evento promovido pelo TRE/RN. A professora Luciana falou como desenvolvemos o projeto e nós apresentamos um texto coletivo, versinhos que eu escrevi e os cinco princípios do “Eleitor do Futuro”, que nós mesmos elaboramos, que são os seguintes: “Escolher o candidato que apresente bons projetos e que sejam possíveis de serem realizados; não utilize de suborno e outros métodos ilegais para conseguir votos; tenha uma história limpa, livre de escândalos; tenha cumprido o que prometeu, caso já tenha assumido mandato eletivo; assuma o compromisso de investir e defender a educação do nosso país.” Os versinhos que eu fiz são mais ou menos assim:

 

Há políticos “populistas” dessa nossa região

Que só visitam minha casa quando é tempo de eleição

Alguns são corruptos

Não pensam na Constituição

 

Diga não a esses políticos

Que só querem te enganar

Oferecendo dinheiro

Para neles votar

 

Eleitor tem que ter consciência

E votar com segurança

Eleger os bons políticos

Pra ser nossa esperança

 

A eleição do nosso país é uma das mais modernas

O TRE reúne os políticos

Orienta pra coisa certa

Isso tudo descobri com leituras na internet

 

2014 vem aí

Com muita animação

Tem copa e eleições

Um ano de agitações

 

Ao poder executivo tenho uma grande sugestão

Melhorar a nossa cidade

E a vida da população

É bom não esquecer que não se vive só de eleições

 

Li o gibizinho, o “Eleitor do Futuro”

Nele aprendi que devo ser um cidadão consciente

Cumpridor dos meus deveres

E exigindo os meus direitos

 

Papai, mamãe fiquem atentos

Cidadão tem que ser consciente

Sejam eleitores de futuro

Não votem em qualquer gente.

  

 

Tiago de Almeida Ribeiro tem 10 anos, é estudante da Escola Estadual Hegésippo Reis e escreve a convite do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), que publica artigos no Diário de Natal às sextas-feiras.

 

15/09/2011 - Campanha da Hegésippo Reis

"Eu acompanho a vida escolar do meu filho"

Na manhã desta quinta-feira, 15 de setembro, das 8 às 9 horas, no pátio da Escola, realizamos um Café de Lançamento da Campanha "Eu acompanho a vida escolar do meu filho", idealizada pela Hegésippo Reis, através do Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE) elaborado em 2010. O objetivo da Campanha é mobilizar as famílias dos alunos a serem cada vez mais protagônicas no engajamento em prol da qualidade da educação dos filhos, de modo que  alcancem bons resultados na escola.

A Campanha foi lançada como parte da programação de atividades da 1ª Semana Estadual de Mobilização Social pela Educação do Rio Grande do Norte que acontece de 15 a 21 deste mês. Mais detalhes, AQUI.

Apesar de ter sido uma madrugada e início da manhã de quinta-feira de muita chuva, as famílias não deixaram de comparecer. Estiveram em grande número, prestigiando a atividade. Crianças, Educadores(as), professora Ione Freitas que coordena o Comitê de Mobilização Social pela Educação de Natal, jornalista Octávio Santiago que assessora a Deputada Gesane Marinho, além da professora Ana Alice, Diretora da 1ª Diretoria Regional de Educação - DIRED, órgão da SEEC/RN também estiveram presentes.

A programação foi iniciada, pontualmente às 8 horas, com a fala de boas vindas da diretora da Escola, professora  Maria Evania de Oliveira que destacou a importãncia do momento e da instituição integrar a Mobilização Social em favor da Educação. Em seguida, Darlane Dantas Marinheiro, mãe de aluno e presidenta do Conselho Escolar, fez uma fala de estímulo aos pais, a partir da própria experiência de envolviemento com a Escola. A professora Aparecida, da Oficina de Projetos, apresentou uma canção com os seus alunos em homenagem a família e um texto coletivo que emocionou os presentes.

Um momento marcante foi realizado por um grupo de crianças que apresentou  a peça "Eu acompanho a vida escolar dos meus filhos", através de Teatro de Bonecos. O conteúdo foi elaborado com base na primeira parte da cartilha "Acompanhem a vida escolar dos seus filhos", publicação do MEC para a Mobilização Social.

Daqui por diante a Escola Estadual Hegésippo Reis trabalhará para enraizar seguintes ideias no imaginário social e nas práticas dos que integram a sua comunidade:

1- Eu sei que meu filho e/ou minha filha também depende de mim para alcançar ótimos resultados na escola.

2- Compareço às reuniões e procuro a escola mesmo sem ser convidado.

3- Respondo os bilhetes enviados pela escola e faço a minha parte;

4- Meu filho tem hora certa para estudar em casa e quando não consigo ajudá-lo recorro a outras pessoas. 

5-  Mostro ao meu filho o quanto sinto orgulho por ele estudar e aprender.

6- Ajudo meu filho a cuidar do material escolar e do uniforme.

7- Ajudo, mas sou exigente. A escola do meu filho tem que funcionar muito bem e alcançar bons resultados nas avaliações.

 

 

13/09/2011 - Participe do Escola de Leitores

Deu no www.escolasleitoras.org.br

As escolas municipais e CMEIs de Natal podem inscrever projetos de leitura

Dezenas de escolas públicas de Natal estão sendo mobilizadas para participarem da segunda edição do concurso Escolas de Leitores. As inscrições para o concurso, que abrange ainda as cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) prosseguem até o dia 23 de setembro.  A ação tem como objetivo mobilizar as comunidades escolares para a implantação, aprimoramento e consolidação de projetos de promoção da leitura literária e de formação de leitores de literatura nas redes públicas de educação do país.

O concurso Escola de Leitores é uma ação do programa Prazer em Ler do Instituto C&A. O programa parte do princípio de que “ler é uma prática social fundamental à formação do cidadão e importante via de acesso ao conhecimento e à cultura”. O Instituto C&A acredita que o acesso à literatura desenvolve um papel importante na construção da cidadania, pois a experiência com o texto literário apoia o sujeito em seu processo de inserção na sociedade. Além disso, a cada leitura são estabelecidas novas possibilidades para o leitor olhar e compreender seu universo particular e seu lugar no mundo.

Para participar do concurso, professores, representantes ou membros de escolas das redes municipais de ensino deverão enviar projetos de incentivo à leitura literária e formação de leitores de literatura por meio do site do Instituto C&A:www.institutocea.org.br/concurso. Serão aceitas propostas voltadas à educação infantil, ao ensino fundamental e médio, e à educação de jovens e adultos (EJA). Os projetos poderão estar em fase de implementação ou aprimoramento e deverão ter como base os eixos espaço, acervo, mediação e gestão de projetos de leitura.

 

Serão selecionados até sete projetos de escolas nas cidades de São Paulo e até Rio e cinco projetos de escolas nas cidades de Porto Alegre e Natal. Cada escola receberá até R$12 mil para o desenvolvimento do projeto de leitura, bem como formação e acompanhamento técnico para a implementação da proposta. Os selecionados ganharão, ainda, uma viagem de intercâmbio para a Colômbia, país que tem se firmado como referência em promoção da leitura na América Latina, particularmente por seu sistema de bibliotecas públicas.

 

O concurso Escola de Leitores será desenvolvido em parceria com as Secretarias Municipais de Educação das cidades participantes. O Instituto C&A contará também com a assessoria de quatro organizações na formação e acompanhamento técnico para a implementação dos projetos de leitura nas escolas vencedoras: em São Paulo, o Centro de Estudos A Cor da Letra; no Rio, a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ); em Porto Alegre, o Centro de Integração de Redes Sociais e Culturas Locais – Cirandar; e em Natal, o Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE).

Inscrições de 1º de agosto

A primeira edição do concurso Escola de Leitores foi realizada em 2009, abrangendo as localidades de Paraty (RJ), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Natal/Parnamirim (RN). As escolas selecionadas receberam aporte financeiro e formação técnica para a implementação de projetos de fomento à leitura. Além disso, 41 professores realizaram intercâmbio à Colômbia. Forambeneficiadas 22 escolas, cerca de 9 mil crianças, mais de 5,5 mil jovens, 21 educadores mediadores da leitura e 560 professores.

13/09/2011 - Escolas Particulares são destaques do ENEM

Deu na Tribuna do Norte

 

CEI da Romualdo Galvão tem a melhor avaliação no Enem 2010

Margareth Grilo - Repórter Especial

A exemplo do ano passado, as escolas públicas se saíram mal no Exame Nacional do Ensino Médio.  As escolas particulares e os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia dominam o topo da lista do Enem. No país, apenas 13 escolas públicas aparecem entre as cem melhores. Nenhuma delas do Rio Grande do Norte. A primeira escola pública do RN que aparece no ranking nacional está na 2.399ª colocação.

Isso, considerando o principal grupo do Enem 2010 - o das escolas que tiveram participação entre 75% e 100%. Trata-se da Escola Agrícola de Jundaí, localizada em Macaíba, que alcançou nota 594,07. Dos alunos da escola, 86,6% participaram do Enem 2010. Este ano, o Ministério da Educação dividiu as escolas em quatro categorias de acordo com o percentual de participação de seus estudantes no Enem.

O grupo 1 agrupa escolas com participação de 75% a 100% (4.640 escolas); o grupo 2, de 50% a 74,9% (5.444 escolas); grupo 3, de 25% a 49,9% (8.616 escolas); e  grupo 4, de 2% a 24,9% (7.399 escolas). A média nacional das escolas ficou em 537,04 pontos. A média no Rio Grande do Norte foi de 528,42. Já a média nacional dos alunos concluintes foi de 511,21, índice que representa aumento de 9,63 pontos, em relação à nota de 2009 (501,58).

No ranking que lista as melhores escolas do Rio Grande do Norte, no grupo das que tiveram participação de 75% a 100%, o Centro de Educação Integrado - CEI ficou em primeiro lugar. Já no grupo cuja participação dos alunos foi de 25% a 49,9%, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN's) de Mossoró, Natal, Currais Novos e Zona Norte-Natal se destacaram. Alçaram os quatro primeiros lugares, no ranking local.

Nesse grupo, o IFRN Mossoró foi o primeiro colocado e alcançou a 9º lugar nacional (nota média 679,74). Já o IFRN Natal ficou em segundo e no 16º lugar nacional (nota média de 669,44). No Rio Grande do Norte, 3.936 escolas participaram do exame, sendo 3.322 públicas. Para a subcoordenadora de Ensino, da Secretaria Estadual de Educação,  Eliete Bormann, o Enem trabalha numa perspectiva que a Enem trabalha numa perspectiva que  a escola não consegue acompanhar. 

Segundo Eliete Bormann na escola pública o aluno não é estimulado a participar do Enem. "Quantos alunos são estimulados a fazer o Enem na rede pública? Os que fazem não estão preparados para esse olhar diferenciado do Enem, para a leitura crítica, que exige o exame", admite. Ela disse que a  SEED está trabalhando um novo referencial curricular para 2012, que vai introduzir mudanças na educação.

Esse novo referencial, explicou abarcará toda as faixas de ensino, da educação infantil ao ensino médio. "Não é fácil trabalhar numa perspectiva interdisciplinar, contextualizada, de levar o aluno a uma leitura crítica. Hoje, o professor não consegue trabalhar nessa perspectiva. Mas se desejamos que o aluno chegue à universidade, temos que dar a ele esse diferencial".

Ela disse que uma série de fatores influenciam e contribuem para a deficiência do ensino médio e lembrou que todos eles precisam ser medidos. "No Brasil a escola pública está capenga. Temos escolas isoladas que fazem um diferencial. Não é um trabalho fácil, mas é possível. Temos que acreditar na escola pública". 

A maioria das escolas públicas estaduais ocuparam as piores classificações, com notas abaixo de 490. Algumas caíram de posição. No grupo 1, o pior desempenho foi da Escola Estadual Ivonete Carlos, localizada no município de Frutoso Gomes. A escola obteve nota 474,36, contra a de 516,69, de 2009. Já no grupo  2, a pior escola foi a Professor Daniel Gurgel, no município de Janduís, com nota 451,68, contra 479,30, de 2009. Para 2011, o estado tem 116.753 alunos inscritos no Enem. O exame será realizado nos dias 22 e 23 de outubro.

Bate-papo: Cláudia Santa Rosa » Educadora da Ong IDE

Como você vê o desempenho das escolas públicas do RN?


Mais uma vez, o Enem mostra o tamanho do desafio que o Rio Grande do Norte tem pela frente. Apesar de ser uma amostragem, são resultados que não podem   deixar de ser considerados. Até porque as escolas públicas estaduais continuam em situação desconfortável.

As escolas públicas pararam no tempo?

O que temos visto é que as escolas privadas estão motivadas na busca por resultados melhores seja no Enem e nos vestibulares. Estão focadas em resultados que elevem cada vez mais a sua credibilidade e o conhecimento do aluno. Já as estaduais, com raras exceções, caminham sem um norte. Não conseguem cumprir sua função, raras exceções.

Que soluções você enxerga?

O resultado só aponta uma lacuna muito grande no processo educacional. E é preciso apresentar medidas imediatas para reverter esse quadro. Recuperar a escola pública é um processo que  demanda tempo, por isso, é preciso começar hoje, começar agora. Não dá pra esperar. E o ponto crucial desse processo é a alfabetização. Hoje, como ela não é bem feita, o aluno chega no ensino médio com fraturas imensas. A educação infantil precisa de prioridade para que esses meninos se alfabetizem de forma correta e cheguem ao Enem nas mesmas condições ou, pelo menos, próximo as que tem um aluno do CEI, por exemplo. Ou a gestão pública universaliza a educação infantil de forma correta e adequada ou essas crianças vão carregar essas lacunas para o resto da vida.

CEI mantém liderança entre todas as escolas 

Em seis dos sete exames que participou, o Centro de Educação Integrada - CEI alcançou primeiro lugar, entre as escolas potiguares, no Exame Nacional do Ensino Médio - Enem. Uma marca, que segundo a diretora pedagógica, Ana Flávia Andrade de Azevedo Oliveira, é fruto de um pensamento progressista, que a escola adota desde sua fundação em 1972 e, principalmente, nos últimos 22 anos.

rodrigo senaCEI da Romualdo Galvão tem a melhor avaliação no Enem 2010CEI da Romualdo Galvão tem a melhor avaliação no Enem 2010
Em 2010, segundo o resultado divulgado, ontem, pelo Ministério da Educação o CEI (da avenida Romualdo Galvão) alcançou nota de 683,29 - apenas 7.85 pontos distante da escola que foi a primeira colocada no ranking nacional do Enem (o Colégio de São bento no Rio de Janeiro, que obteve nota (761.7 ). Em relação ao Enem 2009, a escola subiu sua média em 26,3 pontos.

Além disso, no ranking nacional o CEI é a escola potiguar que aparece em melhor colocação: 162º lugar. "Nós creditamos esse resultado a uma filosofia pedagógica progressista que é o 'Educando para o pensar'. O aluno não precisa só armazenar informar, mas saber usar essas informações de forma crítica, com senso pesquisador e investigador", disse Ana Flávia.

Ela ressaltou que a escola deu um passo à frente quanto à filosofia educacional. "Quando o ministro Paulo Renato lançou os novos parâmetros curriculares e o país começou a mudar suas diretrizes educacionais já encontrou a escola nessa perspectiva". Flávia destacou que a escola sempre se preocupou em ter um ensino que mostre ao onde e como explorar o conhecimento que apreende.

Dentro dessa perspectiva, a escola leva o aluno a pensar o que pode e o que deve fazer com as informações que recebe. "Isso tem sido muito valorizado na escola porque contribui para que o aluno se saia bem em qualquer situação, inclusive no Enem. Se vê isso claramente na avaliação". O desempenho, segundo a diretora pedagógica dá não apenas credibilidade à escola, mas ânimo aos alunos.

"Aqui os alunos estão estudando dentro de uma perspectiva que vai trazer bons resultados pra ele. O resultado reforça o desejo do aluno de estar aqui", comentou Ana Flávia

Estar classificada na 162ª no país é um dado muito relevante e gratificante, disse ela, ressaltando que o desempenho é resultado de uma construção educacional desde a base, que é a alfabetização até o ensino médio. O CEI tem 2.000 alunos, sendo 439 do ensino médio.

 

12/09/2011 - Mobilização Social pela Educação

Deu no www.escolasleitoras.org.br

RN comemora Dia Estadual da Mobilização Social pela Educação

Comemoração dará ênfase a participação dos pais na vida escolar de seus filhos
Em comemoração ao Dia Estadual da Mobilização Social pela Educação, celebrado no dia 19 de setembro, o Comitê de Mobilização Social pela Educação de Natal em parceria com a Assembléia Legislativa, realizam a 1ª Semana Estadual de Mobilização Social pela Educação do Rio Grande do Norte. O evento acontece de 15 a 21 deste mês e contará com palestra da coordenadora do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), Cláudia Santa Rosa.

A programação terá início com o lançamento da campanha “Eu acompanho a vida escolar do meu filho”, a partir das 8h do dia 15, na Escola Estadual Hegésippo Reis, localizada no bairro de Nova Descoberta. A campanha tem como objetivo mobilizar a família para interagir com as escolas e comunidades para que assim possam favorecer o aumento do IDEB. No dia seguinte, o Instituto Ary Parreiras e a escola Stella Gonçalves, farão um intercâmbio entre estudantes de escolas estaduais com Idebs diferentes.

No Dia Estadual da Mobilização Social pela Educação (19), o consultor Paulo Ronaldo do Ministério da Educação, ministrará uma palestra para explicar a cartilha “Acompanhem a vida escolas de seus filhos”, às 8h no Instituto Ary Parreiras. No período da tarde, às 14h, será realizada uma audiência pública com o tema “A importância da parceria família e escola”, no Centro Estadual  de Educação Estadual Senador Jessé Pinto Freire, em Petrópolis, na ocasiãoa pedagoga Cláudia Santa Rosa falará sobre a importância da participação da família na vida escolar de crianças e adolescentes.Segundo ela “Estudantes que contam com a participação ativa de seus pais têm um desempenho melhor, pois são mais orientados e se sentem mais valorizados”

A programação segue com uma caminhada na cidade de Vera Cruz (20/09) a partir das 8h, em prol da participação dos pais e mães da vida escolar de seus filhos. No dia seguinte para fechar a programação do evento, será entregue à Governadora do Estado Rosalba Ciarlini, a Carta de Mobilização Social pela Educação do RN, no Centro Administrativo, às 10h.

Dia Estadual da Mobilização Social pela Educação

O Rio Grande do Norte é o primeiro estado brasileiro a sancionar uma lei que institui o Dia Estadual da Mobilização Social pela Educação. A Lei n.º 9.503foi publicada na edição de n.º 12.501 do Diário Oficial do Estado, no dia 15 de julho deste ano. Onde está estabelecido como Dia Estadual da Mobilização Social pela Educação, o dia 19 de setembro.

08/06/2011 - Arraiá da Escola

                                                      

 Viva as Festas Juninas!!!

 

11 de junho de 2011 

SÁBADO

 16 horas
       

          Pátio coberto da Escola

 

 

P R O G R A M A Ç Ã O
 
Pescaria e outros jogos
 
Comidas típicas
 
Danças
 
Desfile do Rei e da Rainha do Milho
 
Desfile do Príncipe e da Princesa do Milho
 

Sorteio de um Balaio Junino

 

 
 
ATENÇÃO: O recesso Escolar foi antecipado para realizarmos a reforma da escola.
Início do Recesso: 13 de junho
Retorno às aulas: 04 de julho

02/06/2011 - Exposição 3Rs

Amanhã será dia para realizarmos mais uma Exposição 3Rs, dentro da proposta ambiental da nossa Escola de educar para  REDUZIR, REAPROVEITAR e RECICLAR. As aprendizagens serão apresentadas em forma de maquetes, cartazes e seminários.

A exposição estará aberta ao público das 8 às 17h30.

27/05/2011 - Carta à Governadora do Estado

Carta das Crianças
À Governadora do Estado do Rio Grande do Norte
 
 
Senhora Governadora Rosalba Ciarlini:
 
As greves dos professores e da polícia estão prejudicando a vida da população. Nós estamos muito tristes com todas essas greves. Achamos muito injusto precisar ter greve. Com greve a gente não tem aula e sem aula a gente não aprende nada. Falam que talvez tenha a greve dos médicos Sem greve já é muito difícil pegar ficha para uma consulta e com greve fica mais difícil ainda.
 
Ainda bem que a nossa Escola não está em greve, porque aqui as professoras são quase todas contratadas, como estagiárias e pelo concurso de temporários. Elas disseram que não podem fazer greve, mas levamos um susto quando soubemos que elas ainda não receberam salários neste ano de 2011. A gente queria muito que a senhora mandasse pagar os salários delas e aumentasse os salários de todos os professores. A professora Aparecida não recebe salário desde o ano passado. Isso é muito ruim, Governadora! Com os salários as professoras compram comida, roupa, remédios, pagam aluguel e passagem de ônibus para vir trabalhar. E se as nossas professoras não quiserem mais dar aula?
 
Governadora, lemos nos jornais e vimos na televisão que muitas escolas estão em greve e que em algumas faltam professores para ensinar ou estão sendo reformadas e por isso não têm aula. Isso está atrapalhando a aprendizagem das crianças e ficamos muito tristes.
 
Os professores deveriam ganhar muito bem, mas eles ganham péssimo. A gente aprendeu que muitos outros profissionais ganham muito mais do que as nossas professoras e às vezes trabalham muito menos. Por que fazem isso com as professoras, Governadora?
 
As nossas professoras são ótimas e amamos a nossa Escola, que tem muitas coisas legais. Temos uma sala de leitura com muitos livros interessantes e alguns computadores. A nossa Escola poderia ser bem melhor, mas aqui falta uma merendeira e uma pessoa para a limpeza. No turno da tarde, desde o começo do ano, qualquer pessoa ajeita a nossa merenda e isso não está certo. É justo a funcionária da Secretaria, o porteiro, a diretora e a coordenadora deixarem as suas tarefas e se revezarem para fazer lanche pra gente, Governadora? Precisamos de uma merendeira com urgência. No final da aula colocamos as nossas cadeiras em cima das mesas para ajudar a única pessoa que limpa a Escola. Por esses motivos nem foi possível começar o programa “Mais Educação” que a Diretora falou na reunião para os nossos pais! A Diretora também falou que já pediu muito, muito, muito a merendeira e a zeladora, mas não foi atendida. Nossa escola não merece está passando por isso, é uma escola que tem um projeto de leitura que faz sucesso e já saímos em todos os jornais e televisões, até na BAND nacional. Governadora, é um direito de a nossa Escola ter todos os funcionários para que funcione direitinho, a senhora não acha?
 
Teve a greve dos ônibus que também atrapalhou a vinda das professoras para a Escola. Algumas não tinham como se locomover, porque faltava dinheiro para pegar taxi e chegar no horário. Ainda bem que a greve já acabou.
 
Governadora, esperamos que a senhora resolva logo essa situação das greves, principalmente da greve dos professores, porque já são muitos dias sem aula. Durante esse tempo os alunos ficam em casa sem aprender a ler e escrever, apenas assistindo a TV, sem fazer quase nada. Governadora Rosalba, pague aos nossos professores, por favor! Eles também precisam ser valorizados com melhores salários. Faça com que seja cumprida a Lei dos salários dos professores que já foi votada e não tem sido cumprida.
 
Nós merecemos ter um bom futuro e para isso temos que estudar muito bem, todos os dias.
 
Obrigado pela sua atenção.
 
Natal, 26 de maio de 2011.
 
 
 
 

Carta escrita, coletivamente, pelas crianças da Escola Estadual Hegésippo Reis, a partir de discussões e textos individuais elaborados durante as oficinas.

23/05/2011 - A Escola festeja as Famílias

 

Data: 26 de maio de 2011 ( quinta-feira )

 

 

P R O G R A M A Ç Ã O

 
Turno Matutino
 
07:00 – Crianças nas salas de aula com as professoras.Direção recebe as Famílias com um café da manhã e conversa sobre a importância da participação das mesmas na vida escolar dos filhos e sobre o papel do Conselho Escolar.
 
07:40 – Crianças realizam apresentações (música, teatro, dança, poemas, narrativas) para as Famílias e falam dos trabalhos em exposição.
 
08:00 – Crianças assistem a um DVD no pátio e as Famílias reúnem-se com as professoras na sala da Oficina de Projetos para conversarem sobre as aprendizagens das crianças durante o 1º bimestre.
 
08:30 – Famílias deixam a Escola e as crianças voltam para as salas com as professoras.
 
 
Turno Vespertino
 
 
16:00 – Crianças nas salas de aula com as professoras desde às 13 horas.Direção recebe as Famílias com um lanche e conversa sobre a importância da participação das mesmas na vida escolar dos filhos e sobre o papel do Conselho Escolar.
 
16:40 – Crianças realizam apresentações (música, teatro, dança, poemas, narrativas) para as Famílias e falam dos trabalhos em exposição.
 
17:00 – Crianças assistem a um DVD no pátio e as Famílias reúnem-se com as professoras na sala da Oficina de Projetos para conversarem sobre as aprendizagens das crianças durante o 1º bimestre.
 
17:30 – Famílias e Crianças deixam a Escola.
 

04/05/2011 - Ale GRANDES ESCRITORES

Escritor Bartolomeu Campos Queiroz ministrará palestra na UFRN

da Redação do DIARIODENATAL.COM.BR

Depois de passar por sete cidades brasileiras em 2010, o “Programa ALE Grandes Escritores” retomou as atividades em 2011. Desta vez o projeto chega até Natal na próxima quinta-feira (12) a partir das 20h, na Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM). A capital potiguar receberá Bartolomeu Campos Queiroz, escritor mineiro vencedor de muitos prêmios literários, entre eles o Jabuti, o Selo de Ouro e o Prêmio Literatura Infantil, da Prefeitura de Belo Horizonte/MG.

Patrocinado pela ALE e aprovado pela Lei Estadual de Incentivo a Cultura, o projeto “ALE Grandes Escritores” oferece palestras gratuitas de renomados escritores como forma de incentivo à leitura. Trata-se de uma caravana de autores brasileiros que divulgarão suas obras e o movimento “Livro para Voar”. Natal e cidades do interior de Minas Gerais, como Itabira, Sete Lagoas e Pará de Minas, serão contempladas pelo programa este ano.

26/04/2011 - Pelo Dia Nacional da Educação

Escola Estadual Hegésippo Reis
 
DIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO
 
Senhores Pais, Mães e Responsáveis:
 
Os (as) seus/suas filhos (as) e professoras prepararam uma programação para recebê-los no Dia Nacional da Educação. Venha prestigiar esse momento.
 
O contato da Família com a Escola é da maior importância para o andamento das atividades de ensino e aprendizagem. 
 
Data: 28/04/2011 (quinta-feira)
Hora: 19:00

 

Haverá aula normal para as crianças.

19/04/2011 - Passamos na BAND

Ontem a nossa Escola foi notícia no jornal "Boa Tarde RN", da TV Band Natal. Matéria muito bem feita pelo jornalista Geider Henrique Xavier, produzida durante duas manhãs. Foi apresentado o premiado trabalho que vem sendo realizado, desde 2007, no âmbito da Sala de Leitura e aos poucos ampliado para o bairro Nova Descoberta.

Todo trabalho da Escola começõu com o projeto político=pedagógico "Casa de Saberes" e a parceria com o Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) e o Instituto C&A.

Para nossa surpresa, um extrato da matéria foi exibido em rede nacional, no Jornal da Band, horário nobre.

Muita gente viu e contactou a Escola para parabenizar pelo trabalho. A comunidade sentiu-se envaidecida e com a responsabilidade dobrada.

Seguimos firmes, defendendo um Rio Grande do Norte de Leitores.

18/04/2011 - Dia Nacional do Livro Infantil

Hoje é Dia Nacional do Livro Infantil. A nossa Escola não deixa passar em branco. Por isso mesmo, pela manhã e a tarde acontecerão oficinas ´de mediação de leitura e de interlocução com outras liguagens das Artes. Às 11 e 17 horas acontecrão culminâncias no pático coberto.

Viva o Livro!!!

Viva Monteiro Lobato!!!

15/03/2011 - Dia da Escola

Venha comemorar conosco, prestigiando a programação do DIA DA ESCOLA:
 
MOSTRA DE PRODUÇÕES DAS CRIANÇAS NAS OFICINAS, às 19 horas
 
Oficinas e os Educadores Facilitadores:
 
BRINQUEDOS CANTADOS: Ananda Krishna B. de Moura
CONTAÇÃO DE ESTÓRIAS: Ricardo Buihu
JOGOS DRAMÁTICOS: Aline Teixeira dos Santos
DANÇA: Palloma Nunes Andrade dos Santos
MUSICALIZAÇÃO: Mariano Bras Harriott
 
 
CICLO DE PALESTRAS, às 19h45
 
Tema:
Direitos das crianças: o Compromisso Político de Educadores e Familiares com o Processo de Inclusão.
 
Palestrante:
Luzia Guacira dos Santos Silva - Profa. Doutora do Departamento de Educação da UFRN. Membro do Grupo de Pesquisa sobre educação de pessoas com necessidades educacionais especiais. Vice-presidente da Comissão de apoio aos estudantes com necessidades educacionais especiais da UFRN.
 
Público:
Familiares e profissionais da escola
 
 
CONTEXTO
 

O projeto Canto das Diferenças tem sido implementado pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), desde agosto de 2007, junto a 120 crianças da Escola Estadual Hegésippo Reis, além de outras que residem no Bairro de Nova Descoberta, em Natal, Rio Grande do Norte. Durante esse tempo, a parceria com o Instituto HSBC Solidariedade garantiu oficinas de Canto Coral, Danças Populares e de Protagonismo Infantil – Campanha Escola Nota 10. Palestra e oficinas para educadores e familiares das crianças permitiram a formação para um trabalho, objetivando fortalecer o processo de inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais na escola formal. Ótimos resultados têm sido alcançados, no que diz respeito ao aprendizado e a sociabilidade das crianças. Neste início de ano letivo, no período de 22/02 a 15/03, será realizado um Circuito de Atividades Lúdicas para as crianças, explorando temáticas, como: diversidade, respeito ao outro, convivência entre diferentes; e um Ciclo de Palestras para familiares e educadores com ênfase nas principais demandas da realidade escolar. Assim, o Canto das Diferenças finaliza o seu cronograma de atividades na Hegésippo Reis, deixando, nesses três anos e meio, muitas sementes plantadas para o desenvolvimento das crianças, enquanto contribuições positivas que continuarão vivas no cotidiano da escola.

04/03/2011 - Carnaval na Escola

Hoje tem Carnaval na Escola. Depois de pesquisas sobre o tema, oficina de confecção de máscaras e montagem de coreografias e pecinhas teatrais a partir de marchinas, chegou o momento de socialização.

Pela manhã o fechamento das atiivdades será às 11 horas e a tarde às 17. Tudo acontecerá no pático coberto, com muita música e alegria.

22/02/2011 - 1º Encontro com as Famílias

Escola Estadual Hegésippo Reis
 
1º ENCONTRO COM AS FAMÍLIAS  
 
Senhores Pais, Mães e Responsáveis:
 
Convidamos os (as) senhores (as) a participarem do nosso 1º Encontro do ano letivo de 2011, objetivando discutir temas da maior importância para o andamento das atividades de ensino e aprendizagem e, portanto, à Educação dos (as) seus/suas filhos (as), nossos (as) alunos (as). 
 
Data: 23/02/2011 (quarta-feira)
Hora: 19:00
 
Haverá aula normal para as crianças.

17/02/2011 - Quadro docente incompleto

A semana caminha para o final e a Escola ainda convive com o drama da carência de um (a) professor (a) para fechar o seu quadro.

Ao longo desta semana temos nos enchido de esperanças diante da equipe que parece que começamos a formar. A Jornada só não é um sucesso porque falta uma "peça" para fechar o quebra-cabeça, justamente, uma professora para o turno matutino. 

Além disso falta, também, professor (a) para assumir a nossa sala de leitura, viva em projetos e em resultados de formação de leitores. Não é por acaso que somos vencedores de diversos prêmios. 

Contamos com o início das aulas para a próxima segunda-feira, dia 21, e esperamos que o quadro docente esteja completo.

 

Observação: Os recursos para a manutenção das instalações físicas também ainda não foram depositados na conta da Escola.

 

14/02/2011 - Jornada Pedagógica da Escola

15 a 18 de fevereiro de 2011
13 às 17h30

  

Tema:

 (Re) pensar a prática na escola a partir das avaliações e diretrizes curriculares nacionais da educação básica.
 
 
O B J E T I V O
 
Conhecer, analisar e refletir sobre os resultados das avaliações externas e internas, bem como sobre os conteúdos das Diretrizes Curriculares Nacionais e do projeto político-pedagógico da escola, a fim de fortalecer os processos de ensino e aprendizagem.  
 
 
P R O G R A M A Ç Ã O
 
 
Dia 15/02 – Terça-Feira
 
13:00 – Boa vindas
 
13:15 – Auto-apresentação: O que dizem os objetos?
 
13:30 - Breve Balanço de 2010 – Reflexão a partir do texto “Lições de um quase ‘professor’. 
 
14:00 – Palestra Dialogada: “(Re) pensar a prática na escola a partir das avaliações nacionais da educação básica.” - por Cláudia Santa Rosa
 
15:00 – Intervalo
 
15:20 – Leitura Comentada – Texto Oficial: fragmentos da Resolução 07 de 14/12/2010 que fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos.
 
17:30 – Encerramento
 
 
Dia 16/02 – Quarta-Feira
 
13:00 – Acolhida com o vídeo “O olhar do Educador”
 
13:20 – Palestra Dialogada: Conhecer o projeto Casa de Saberes, discutir uma práxis de co-responsabilidade - por Cláudia Santa Rosa
 
15:00 – Intervalo
 
15:20 – Conhecer e atualizar os principais dispositivos pedagógicos do projeto “Casa de Saberes” à luz da Resolução 07. 
 
17:00 – Partilha das produções
 
17:30 – Encerramento
 
 
Dia 17/02 – Quinta-Feira
 
13:00 – Acolhida – Texto “Há muitas escolas dentro da escola”, de Frederico Horie Silva.
 
13:15 – Planejamento
oMetas de cada oficina
oDiscutir a rotina comum e específica de cada oficina
oDiagnóstico inicial
oQuadro de objetivos e Fichários de atividades
oQuadro de objetivos das atitudes, Lei dos Alunos e harmonia no ambiente escolar
oMapa de avaliação e Matrizes de Referência da Provinha e da Prova Brasil.
oProvas bimestrais, relatórios e notas
oCalendário Escolar e dinamicidade no ambiente escolar.
 
15:00 – Intervalo
 
15:20 – Planejamento entre professores, por Oficinas: 1º Dia de Aula, ambientação do espaço, organização, combinados, produção de materiais e etc.
 
17:30 – Encerramento
 
 
Dia 18/02 – Sexta-Feira
 
13:00 – Arrumação das Salas
 
15:30 – Intervalo
 
15h50 – Reunião Administrativa – Profa. Maria Evania de Oliveira – Diretora da Escola.
 

17:30 – Encerramento

 

               O planejamento não é uma tentativa de predizer o que vai acontecer. O planejamento é um instrumento para raciocinar agora, sobre que trabalhos e ações serão necessários hoje, para merecermos um futuro. O produto final do planejamento não é a informação: é sempre o trabalho.

(Peter Drucker)

 

 
 

11/02/2011 - Artigo (Balanço de 2010)

Lições de um quase “professor”

 

São duas décadas atuando como servidora concursada da Educação do Estado do Rio Grande do Norte. Durante esse tempo, acumulei muito aprendizado no cotidiano das escolas e na relação com os órgãos intermediário e central da gestão pública. São muitas histórias para compartilhar. Hoje relatarei uma das mais recentes, do segundo semestre do ano passado. Tal escolha decorre do momento atual que nos remete a uma recomendação do Ministério Público e consequente decisão do governo do Estado de mandar às salas de aula professores que fazem trabalhos pedagógicos de imenso valor dentro das escolas e servidores poucos afeitos à docência e dela afastados.

Na condição de coordenadora pedagógica da Escola Estadual Hegésippo Reis – de 1º ao 5º ano do ensino fundamental –, juntamente com a diretora, recebi um servidor encaminhado pela Secretaria de Educação para assumir uma das turmas da escola. Um telefonema da Secretaria informara do encaminhamento. À partida já achei bastante curioso o reforço: “o professor está a caminho, num carro aqui da Secretaria. É uma maneira da gente ter a certeza de que ele foi”. Não tenho dúvidas: o desejo da gestora era resolver o problema da falta de professores na escola.

Sentamos os três à mesa: eu, o pretenso professor e a diretora. Bastante simpático, desinibido, mas visivelmente ansioso e preocupado, o senhor não escondia o nervosismo. “Estou aqui para fazer um favor à professora…, que pediu muito que eu assumisse uma turma aqui nesta escola. Ela está muito pressionada com a falta de professores nas escolas e a promotora da educação está exigindo que os professores, lotados como técnicos da Secretaria, sejam encaminhados para as escolas. Ninguém quer sair de lá,” disparou.

Falei: “Seja muito bem vindo, sinta-se acolhido, mas esclareço que a escola nada tem a ver com esse favor que o senhor relata. É uma questão entre vocês. É importante que saiba que aqui desenvolvemos um trabalho sério, temos um projeto político-pedagógico com características próprias [relatei as principais]; cumprimos os 200 dias letivos e o tempo diário de atividades dos alunos. Aqui estudamos e planejamos durante um sábado por mês; as reuniões com os responsáveis pelos alunos acontecem à noite e durante o dia as atividades letivas acontecem normalmente. Senhor, aqui todo nosso trabalho parte de um profundo respeito pelas crianças e precisamos muito de profissionais que compartilhem dos nossos princípios.”

Mal conclui o meu raciocínio, ele emendou: “Você é coordenadora pedagógica, né? Olhe, vou logo lhe dizer que se eu ficar aqui você vai ter muito trabalho comigo. Eu entrei no Estado no trem da alegria, na década de 80, naquele tempo que não tinha concurso público, a gente arranjava contrato com os políticos. Arranjei um de professor. Passei pouco tempo numa escola e assim mesmo como inspetor. Depois fui para a secretaria e outros órgãos. Nunca fui pra sala de aula. Esses anos sempre arranjei alguma gratificação para garantir o leite dos meninos. Eu não sei como vocês, que trabalham em escola, conseguem sobreviver com esse salário. Faz pouco tempo que me aconselharam a fazer o curso de Pedagogia para melhorar o salário e foi o que fiz, até pensando na aposentadoria. Fiz o curso na… aquilo foi uma mãe e deu pra terminar. Não aprendi quase nada, não sei planejar… você vai ter trabalho, viu? Estou aguardando o plano de cargos para ver se melhora mesmo. Fico preocupado porque ganho um dinheiro bom, pelo MEC, acompanhando o programa… e se vier pra cá deixo de receber. Com essas suas ideias do projeto daqui, você daria certo trabalhando nesse programa. Tem mais: faço um trabalho de… por uma portaria da Secretaria de… e vou ter que faltar três dias por mês, para viagens. Estou sendo bem sincero, porque você falou que aqui tem essa coisa de respeitar muito as crianças.”

É claro que, pela exiguidade deste espaço, torna-se impossível relatar toda conversa e a riqueza dos detalhes. Terminei por dizer, ao sincero servidor, que não assumisse a turma, caso tivesse a intenção de na sequência procurar um político, impondo nova mudança às crianças. Soube que, ao retornar à Secretaria o quase “professor” clamou que o deixasse onde estava.

Não entendo o que falta ao executivo estadual para criar a base legal e promover uma política de reenquadramento de funções dos seus servidores e até de transferência, oficialmente, de uma Secretaria para outra. No caso da Educação, essa medida sanearia a folha de pagamento, criando as condições para novos concursos públicos e implantação de cargos carreira e vencimentos daqueles realmente identificados com a escola pública. A tentativa de querer resolver o problema da falta de professores com quem deseja distância do magistério ou desconsiderando a docência dos que implementam projetos pedagógicos em bibliotecas, salas de leitura, laboratórios de informática e de ciências, não parece ser a decisão mais sensata.

Em tempo: há menos de uma semana encontrei o quase “professor”, no mesmo setor da Secretaria de Educação, provavelmente garantindo “o leite dos meninos”, longe da sala de aula. Seria esse quase “professor” – para falar de tantos outros – a solução para reverter os nossos baixos indicadores educacionais? Pensemos, pois.

 

 

 

Cláudia Santa Rosa, educadora, escreveu a convite do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), que publica artigos no jornal Diário de Natal às sextas-feiras.

08/02/2011 - Bazar na Escola

ATENÇÃO

BAZAR NA ESCOLA

Data; 11/02/2011

Horário: 9 às 13 horas

Local: Pátio interno da escola

 A renda do bazar é totalmente revertida  para melhorar o trabalho da Escola.

VENHA PARTICIPAR!!!!

01/02/2011 - Aguardando professores e reforma

Senhores Pais, Mães e Responsáveis:

A nossa escola deseja iniciar o ano letivo no dia 14/02, conforme calendário da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura. Porém, continuamos com o quadro docente em aberto.

Também solicitamos, através de ofício e de vários contatos telefônicos, recursos para manutenção nas instalações físicas. Já estamos sofrendo com as chuvas.

Desde 2010 estamos com entulhos na entrada da escola, aguardando serem recolhidos. Não fomos autorizados a levar diretamente para o almoxarifado. É uma pena a burocracia.

A Secretaria sabe quais são as necessidades da nossa Escola. Esperamos que logo sejam resolvidas.

 

14/12/2010 - Encerramento do Ano Letivo

Senhores Pais, Mães e Responsáveis:
 
Considerando os sábados letivos e as muitas atividades à noite e no contraturno escolar que realizamos, todas elas envolvendo crianças e professores (em algumas também com as presenças dos/as senhores/as), a equipe desta Escola, deliberou sobre o seguinte:
 
Último dia de aula: 17/12/2010 (sexta-feira)
 
Reunião para entrega de resultados: 22/12/2010 (4ª Feira), às 9h30 para os pais dos alunos (as) do turno da manhã e às 15h30 para os do turno da tarde. Neste dia as crianças deverão vir para a escola no horário normal.
 

A RENOVAÇÃO DE MATRÍCULAS DEVERÁ SER REALIZADA ATÉ O DIA 29 DE DEZEMBRO.

06/12/2010 - Formatura do PROERD

         Natal, 06 de dezembro de 2010.
 

 

]Senhores Pais, Mães e Responsáveis:

 
No próximo SÁBADO, dia 11/12, no Ginásio Nélio Dias (Zona Norte) acontecerá a formatura do(a) seu/sua filho(a) que participou do Curso do PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, realizado nesta escola pela Polícia Militar. O PROERD é um programa de grande importância dedicado aos estudantes de escolas públicas e particulares.   
 
Estamos organizando a ida das crianças, que sairão da Escola às 7h15 num ônibus. É necessária a participação de pelo menos um membro/adulto de cada família, que também terá lugar no ônibus. Cada familiar deverá cuidar da sua criança. Irão professoras e um policial acompanhando.
 

 

ATENÇÃO

 

Solicitamos a presença do senhor ou da senhora, nesta escola, na próxima quarta-feira, pela manhã ou a tarde, para entregarmos a camiseta que a criança irá usar na formatura e repassarmos outras informações.

Com um abraço,

Equipe da Escola

 

24/11/2010 - 1ª Exposição 3 Rs

           

26 de novembro de 2010
19 às 21 horas
Pátio Coberto da Escola
Venha prestigiar a exposição de trabalhos manuais confeccionados, pelas crianças, com materiais reutilizáveis, dentro da proposta dos 3Rs.
            

Reduzir: diminuir a quantidade de lixo residual que produzimos é essencial. Os consumidores devem adoptar hábitos de adquirir produtos que sejam reutilizáveis, como exemplo: guardanapos de pano, sacos de pano para fazer suas compras diárias, embalagens reutilizáveis para armazenar alimentos ao invés dos descartáveis.
Reutilizar:utilizar várias vezes a mesma embalagem, com um pouco de imaginação e criatividade podemos aproveitar sobras de materiais para outras funcionalidades, exemplo: garrafas de plástico/vidro para armazenamento de líquidos e recipientes diversos para organizar  os materiais de escritório.
Reciclar: transformar o resíduo antes inútil em matérias-primas ou novos produtos, é um benefício tanto para o aspecto ambiental como energético.
 
 
           

26 de novembro de 2010
19 às 21 horas
Pátio Coberto da Escola
Venha prestigiar a exposição de trabalhos manuais confeccionados, pelas crianças, com materiais reutilizáveis, dentro da proposta dos 3Rs.
            

Reduzir: diminuir a quantidade de lixo residual que produzimos é essencial. Os consumidores devem adoptar hábitos de adquirir produtos que sejam reutilizáveis, como exemplo: guardanapos de pano, sacos de pano para fazer suas compras diárias, embalagens reutilizáveis para armazenar alimentos ao invés dos descartáveis.
Reutilizar: utilizar várias vezes a mesma embalagem, com um pouco de imaginação e criatividade podemos aproveitar sobras de materiais para outras funcionalidades, exemplo: garrafas de plástico/vidro para armazenamento de líquidos e recipientes diversos para organizar  os materiais de escritório.
Reciclar: transformar o resíduo antes inútil em matérias-primas ou novos produtos, é um benefício tanto para o aspecto ambiental como energético.

22/11/2010 - Eleições: Direção da Escola

Convidamos toda comunidade escolar para participar da escolha democrática da próxima Direção da Escola Estadual Hegésippo Reis. Estamos esperando o engajamento de 100% da Escola. Elegeremos a equipe que irá trabalhar nos próximos 2 anos, por uma escola cada vez melhor.

Data da Votação: 24/11/2010 (Quarta-feira)

Local: Secretaria da Escola

Horário: das 7 às 17 horas

 

Diretora: Profa. Maria Evania de Oliveira

Coordenadora Administrativa-Financeira: Profa. Sônia Medeiros de faria

Coordenadora Pedagógica: Profa. Cláudia Santa Rosa

 

VOTE 1

10/10/2010 - Semana Nacional da Leitura

Fonte: www.ideducacao.org.br

Campanha para promover o Dia Nacional da Leitura chega ao Rio Grande do Norte

 

Iniciativa pretende atingir milhares de pessoas a partir de uma rede inicial de mais de 40 parceiros. No RN, a ONG IDE mobiliza rede de escolas

 

Como uma das organizações que mais se empenham em favor da leitura no Rio Grande do Norte, o Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) realiza mais uma parceria para promover o ato de ler aos potiguares. O IDE é parceiro local do Instituto Ecofuturo para a realização, pelo segundo ano, da campanha nacional de sensibilização para o Dia Nacional da Leitura, celebrado em 12 de outubro. Com o mote Todo dia é dia de ler. Lê para mim!, o Ecofuturo busca ampliar a rede de parceiros para aumentar as ações de leitura literária para crianças, até mesmo para os bebês. No RN, o IDE aceitou o convite e entrou na campanha.

Durante a Semana da Criança, por meio da campanha, todas as escolas públicas potiguares estão sendo mobilizadas para reforçarem o trabalho que já desenvolvem em torno da leitura e cada uma delas realizará as suas próprias atividades para trabalhar o tema. “O IDE já trabalha a causa da leitura no Estado e, por isso, apóia esta iniciativa do Instituto Ecofuturo, que tem como objetivo sensibilizar a sociedade sobre a importância da promoção da leitura para o desenvolvimento de nossas crianças”, observa a coordenadora de projetos do IDE, Claudia Santa Rosa.

O Dia e a Semana Nacional da Leitura foi instituído por meio da LEI Nº 11.899/2009 de 8 de janeiro de 2009 de autoria do Senador Cristovam Buarque e sancionada pelo Presidente da República, após três anos de uma mobilização liderada pelo Instituto Ecofuturo. A campanha, deste ano, pretende atingir milhares de pessoas a partir de uma rede inicial de mais de 40 parceiros, que estão sendo convidados a participar da ampla divulgação e a desenvolverem ações de promoção de leitura, além de convidar a sociedade a conhecer, utilizar e até apoiar melhorias em bibliotecas públicas, escolares e comunitárias.

Os motivos para incluir a leitura na vida dos pequenos tão cedo são muitos: ler em voz alta ajuda no desenvolvimento da linguagem falada e na aprendizagem da escrita; estimula a curiosidade e a criatividade, além de aproximar pais e filhos. “Ler é um hábito social. Não nascemos leitores; nos tornamos leitores por convívio e por contato. Por isso, a oferta da leitura literária pelos pais, de forma amorosa, é fundamental para que a prática se torne agradável e contribua para o letramento das crianças, preparando-as para momentos futuros em que a leitura, em seus múltipos suportes e funções, vai demandar esforço e nem sempre será um prazer”, afirma Christine Fontelles, diretora de Educação e Cultura do Instituto Ecofuturo.

O objetivo da campanha é mostrar que o gosto pela leitura nasce no colo dos pais e se estende por toda a vida. Essa constatação vem de diversas pesquisas, como a Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto Pró-Livro, que aponta que 79% do público considerado leitor se refere à mãe ou ao pai como a pessoa que mais o influenciou a ler.

 

Biblioteca Virtual

Pensando em quem não sabe como realizar ações de promoção de leitura – em casa, na escola, em bibliotecas e em parques, entre outros lugares – ou não tem ideia do que ler para crianças e jovens, o Instituto criou a Biblioteca Virtual Ecofuturo, hospedada no site http://www.dianacionaldaleitura.com.br com textos de referência, especialmente selecionados, além de acervo literário para apoio e consulta, disponíveis para download gratuito.

Na Biblioteca Virtual Ecofuturo, estão disponíveis publicações do próprio Instituto, como o Passaporte Brincar de Ler e o Passaporte da Leitura e da Escrita, que apresentam dicas para pais e professores sobre como iniciar na vida das crianças uma rotina de leituras de forma adequada e também prazerosa e divertida.

 

Sobre o Instituto Ecofuturo

O Instituto Ecofuturo é uma organização social de interesse público, criada e mantida pela Suzano desde 1999. Para o Ecofuturo, a palavra é a ponte para a sustentabilidade, por isso, investe no Programa Ler é Preciso, por meio do qual promove a leitura e a escrita entre crianças, jovens e adultos em nível nacional. Também realiza projetos que promovem o desenvolvimento de práticas de gestão sustentável em reservas naturais e centros urbanos, como o Parque das Neblinas e o Programa Investimento Reciclável.

 

Sobre o IDE

O Instituto de Desenvolvimento da Educação - IDE, é uma associação civil, sem fins econômicos, fundada em 1º de novembro de 2004, em Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte. Esta organização nasceu da mobilização de profissionais que atuam na área de educação, lutando pelos direitos da criança e do adolescente, no que se refere a uma educação escolar pública de qualidade. Ao assumir o compromisso de contribuir para o cumprimento das oito metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas - ONU para este milênio, principalmente a que trata de "Educação Básica de Qualidade para Todos", o IDE tem sua missão bem definida. No que diz respeito à promoção da leitura o IDE implementa, desde 2007, ações continuadas em parceria com o Instituto C&A e o poder público, articulando a Rede Potiguar de Escolas Leitoras.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA – IDE

Taciana Chiquetti – 9411-6372

www.ideducacao.org.br e www.escolasleitoras.org.br

        Twitter: @ideRN

10/10/2010 - Semana da Criança e da Leitura

Semana da Criança

Semana Nacional da Leitura

“Todo Dia é Dia de Ler – Lê pra mim!”

13 a 16 de outubro de 2010

 

Programação

13/10/2010 – Quarta-Feira

10h30 –  Abertura da Semana Nacional da Leitura:

* Apresentações literárias das crianças da escola e do bairro;

* Mãe, pai, professoras, Leiam pra gente!

* Exposição de painéis sobre as obras de escritores locais e de textos e desenhos das crianças a partir do tema “Por que todo dia é dia de ler?”

 

14/10/2010 – Quinta-feira

8 às 17h30 – Mobilização para adesões ao Manifesto por um Rio Grande do Norte de Leitores

8h – Escritor Leilton Lima, Lê pra gente!

10h30 – Escritor Antônio Francisco, Lê pra gente!

10h30 – Clássico da Literatura - Sessão de Cinema

14h – Escritora Sírlia Souza de Lima, Lê pra gente!

16h – Lançamento de livros literários artesanais e em formato digital de autoria das crianças.

16h30 – Escritora Jania Souza, Lê pra gente!

16h30 – Clássico da Literatura - Sessão de Cinema

   

15/10/2010 – Sexta-feira

8h – Assalto Poético e Circuito Literário – Supermercado Rede Mais de Nova Descoberta

          Mobilização para adesões ao Manifesto por um Rio Grande do Norte de Leitores

10h30 – Brincadeiras dos nossos avós.   

16h – Assalto Poético e Circuito Literário – Supermercado Supercop de Nova Descoberta

           Mobilização para adesões ao Manifesto por um Rio Grande do Norte de Leitores

16h30 – Brincadeiras dos nossos avós.  

 

16/10/2010 – Sábado

7 às 10h30 – Oficinas de Mediação de Leitura, Escrita, Contação de Histórias e confecção de brinquedos.

10h30 – Apresentações das produções das oficinas e Brincadeiras  

16h –     Assalto Poético e Mediação de leitura – Livraria

               Siciliano do Shopping Midway Mall

               Mobilização para adesões ao Manifesto por um Rio Grande do Norte de Leitores

25/08/2010 - Folclore em Destaque

Hoje dia da 2 Mostra Folclore em Destaque, da Escola Estadual Hegsippo Reis. Crianas e educadoras preparam lindas apresentaes e uma bela exposio para logo mais a noite, a partir das 19 horas. A programao ser composta por danas, brinquedos cantados, teatro, parlendas, trava-lnguas e a participao especial do cordelista Jos Acaci, que far um belo Sarau Potico, no contexto do projeto "Bairro Leitor". As famlias sero presenas garantidas, inclusive montando uma super mesa de comidas tpicas para serem degustadas por todos os presentes. PARTICIPE!!!

14/08/2010 - Intercâmbio em Bogotá

Cinco escolas estaduais do Rio Grande do Norte esto acertando os ltimos preparativos para o intercmbio que levar, na prxima segunda-feira (16), 41 professores de todo o Brasil Colmbia. Agendada para o perodo de 16 a 21 de agosto, a viagem parte da premiao das unidades educacionais que venceram o concurso Escola de Leitores no ano passado. A iniciativa uma ao do programa Prazer em Ler, do Instituto C&A, realizado no RN em parceria com o Instituto de Desenvolvimento da Educao (IDE) e a Secretaria de Estado da Educao e da Cultura. A experincia pretende apresentar aos professores as polticas de promoo da leitura daquele pas, consideradas de vanguarda na Amrica Latina. A Associao Colombiana de Leitura e Escrita (Asolectura), instituio sem fins lucrativos situada em Bogot, ser a anfitri do encontro. Alm do Instituto C&A e da Asolectura, a organizao do intercmbio conta com a participao da Fundao Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), do Rio de Janeiro. O concurso Escola de Leitores envolveu secretarias de Educao e instituies sem fins lucrativos da rea da promoo da leitura nas cidades de Natal (RN), Paraty (RJ), Rio de Janeiro (RJ) e So Paulo (SP). O projeto foi criado com a finalidade de mobilizar as comunidades escolares para a implantao, aprimoramento e consolidao de projetos de promoo da leitura e de formao de leitores nas redes pblicas de educao e nas comunidades em que essas redes esto inseridas. Durante a viagem, os educadores assistiro a uma palestra sobre cidadania, literatura e escola com o biblioteclogo Didier lvarez. O palestrante especialista em Pedagogia Social e professor associado da Escuela Interamericana de Bibliotecologa de la Universidad de Antioquia, localizada em Medelln, na Colombia. Outro destaque da programao a visita dos professores Asolectura, seguida de um debate sobre polticas de cultura escrita e de leitura comandado por Silvia Castrilln, presidente da instituio. A Asolectura dedica-se a promover a unio entre pessoas e instituies voltadas ao desenvolvimento da leitura e da escrita como meio de ascenso social. A instituio constitui uma interface entre o governo e as gncias privadas para melhoria da educao e da escola, apoiando a criao e o fortalecimento de bibliotecas, fomentando a pesquisa e a promoo da leitura e da escrita. A programao do intercmbio prev, ainda, o encontro dos professores com os escritores colombianos Yolanda Reyes, Francisco Montaa e Ivar Da Coll. Alm disso, os educadores faro visitas a bibliotecas pblicas e comunitrias de Bogot. A parte a viagem Colmbia, as escolas vencedoras do concurso Escola de Leitores recebem recursos financeiros para a implementao de projetos de leitura e para formao tcnica. Um total de R$ 412 mil est sendo investido pelo Instituto C&A em projetos de promoo da leitura nas 22 escolas ganhadoras do concurso. Conhea os vencedores do concurso Escola de Leitores no RN: E. E. Hegsippo Reis (Nova Descoberta - Natal) E. E. Prof. Stella Gonalves (Alecrim - Natal) E. E. Clara Camaro (Felipe Camaro - Natal) E. E. Isabel Gondim (Santos Reis - Natal) E. E. Maria Cristina (Parnamirim) FONTE: www.ideducacao.org.br

21/07/2010 - VI ESCOARTE

Hoje, s 19 horas, no Ginsio do 7 Batalho de Engenharia de Combate - Nova Descoberta, Natal/RN, realizaremos a VI ESCOARTE - Escola Mostra Arte, evento promovido pela Escola Estadual Hegsippo Reis. O tema ser "Tem Histria na Floresta?" Trata-se de uma realizao da Escola em parceria com o Instituto de Desenvolvimento da Educao (IDE) e o Instituto HSBC Solidariesdade. 120 crianas subiro ao palco para apresentaes literrias, de canto coral e danas populares. As famlias e toda comunidade so convidados especiais.

05/07/2010 - Retorno do Recesso Escolar

Depois de um breve de recesso de apenas uma semana, os alunos retornaram s atividades, ainda com o quadro docente do turno da tarde indefinido. At quando?

05/07/2010 - Retorno do Recesso Escolar

Depois de um breve de recesso de apenas uma semana, os alunos retornaram s atividades, ainda com o quadro docente do turno da tarde indefinido. At quando?

05/07/2010 - Retorno do Recesso Escolar

Depois de um breve de recesso de apenas uma semana, os alunos retornaram s atividades, ainda com o quadro docente do turno da tarde indefinido. At quando?

05/07/2010 - Retorno do Recesso Escolar

Depois de um breve de recesso de apenas uma semana, os alunos retornaram s atividades, ainda com o quadro docente do turno da tarde indefinido. At quando?

05/07/2010 - Retorno do Recesso Escolar

Depois de um breve de recesso de apenas uma semana, os alunos retornaram s atividades, ainda com o quadro docente do turno da tarde indefinido. At quando?

05/07/2010 - Retorno do Recesso Escolar

Depois de um breve de recesso de apenas uma semana, os alunos retornaram s atividades, ainda com o quadro docente do turno da tarde indefinido. At quando?

18/06/2010 - Festa Junina

ARRAIÁ DA HEGÉSIPPO REIS

 

Data: 19/06/2010 (Sábado)

Local: Na própria Escola

Hora: 16:00

 

 

Programação

 

Quadrilha, dancinhas, xote, pescaria, brincadeiras, muito forró e sorteio do Balaio Junino.

 

Venha prestigiar o seu filho e contribuir com a escola, lanchando na barraca de comidas típicas.

 

 

 

19/05/2010 - Lançamento do Bairro Leitor

CONVITE

Sentimo-nos honrados (as) em convidá-lo para o Lançamento do Projeto Bairro Leitor com um Sarau Poético. Participação de crianças da Escola Estadual Hegésippo Reis , mediadores de leitura e do artista Carlos Zens.

Data: 20/05/2010

Hora: 19h

Local: pátio descoberto da Escola

Contemplado diversos poetas consagrados e também crianças da Escola que escrevem poesias.

 

PARTICIPE!!!

13/05/2010 - Família na Escola

A ESCOLA FESTEJA A FAMÍLIA”

 

Como de costume não fazemos festas específicas pelo Dia das Mães e nem pelo Dia dos Pais. Por isso, convidamos os Pais, Mães e/ou Responsáveis pelos alunos (as) desta Escola, a participarem do momento em homenagem ao DIA INTERNACIONAL DA FAMÍLIA.

 

Data: 15/05/2010 (Sábado)

Hora: 10h30

Local: Pátio da Escola

 

Todos os alunos que estudam pela manhã e a tarde deverão vir para a Escola às 7 horas, pois trata-se de um sábado letivo, conforme o calendário.

 

EVITE QUE O SEU FILHO FALTE AULA!

28/04/2010 - 1º Encontro com as Famílias

Hoje, Dia Nacional da Educação, a Escola Estadual Hegésippo Reis realiza, às 19h30, o seu primeiro encontro com as famílias do ano letivo de 2010. Os encontros são mensais, tendo em vista o sucesso da educação das crianças atendidas. "Buscamos a participação e o total engajamento das famílias nas atividades que realizamos", destacou a coordenadora pedagógica, profa. Cláudia Santa Rosa.

17/04/2010 - Campanha pela Água Potável

Hoje é o "Dia D da Água" para as crianças, educadores e famílias da Escola Estadual Hegésippo Reis. Neste momento crianças, mâes e Educadores estão nas ruas da escola, colhendo assinaturas para a Campanha da Água Potável lançada pelo Ministério Público e em fase de finalização.

O trabalho é de conscientização. Sabemos que o San vale é a última reserva de água potável de Natal e é preciso ser preservada.

Acesse o material da campanha e o link para deixar a sua assinatura eletrônica, CLICANDO AQUI

02/04/2010 - Início do Ano Letivo

Sem condições de aguardar, a direção da Escola Estadual Hegésippo Reis resolveu arcar com o ônus do pagamento de duas professoras para completar o quadro docente e iniciar o ano letivo da Escola, atrasado em pelo menos 1 mês. "É lamentável, mas o Estado não está fazendo o que é a sua obrigação. Temos compromissos com toda uma comundade que acredita em nosso trabalho. Vamos tirar do nosso bolso, o que deveria ser responsabilidade do Estado", afirmou a profa. Cláudia Santa Rosa, Coordenadora Pedagógica da Escola.

Na próxima segunda-feira, dia 05/04 a escola começa o ano letivo. Há enorme expectativa por parte das crianças e de suas famílias.

 

- Oficina de Formação de Mediadores de Leitura

Esto abertas as inscries para a Oficina de Formao de Mediadores de Leitura, que integra o Projeto Bairro Leitor. A Oficina ser mediada pela Professora Maria Evania de Oliveira. O incio ser no dia 17 de maro de 2010, e ocorrer toda tera-feira. O horrio da Oficina I ser das 9h30 s 11h30 e o da Oficina II ser das 15h30 s 17h30. O nmero de participantes por Oficina ser de 15 pessoas, e podem participar crianas, adolescentes, jovens e adultos que tenham mais do que 11 anos. A ficha de inscrio, pode ser adquirida na Escola Estadual Hegsippo Reis.

22/03/2010 - ANO LETIVO NÃO COMEÇOU

Hoje o Conselho Escolar da Hegésippo Reis protocolou correspondência ao Secretário de Estado da Educação e da Cultura do Rio Grande do Norte, expressando a indignação da Comunidade Escolar com a falta de professores. A escola ainda não iniciou o ano letivo.

O Estado anunciou o início do calendário letivo para o dia 01 de março, mas não organizou o quadro docente de todas as escolas. Somente dia 12/03 começou o processo de seleção de estagiários, que nos últimos anos têm assumido como se já fossem professores.

A partir de quarta-feira a Escola iniciará outras ações de mobilização, caso a situação ainda não tenha sido solucionada.

 

22/03/2010 - Dia D da Água

Assine o ABAIXO-ASSINADO ELETRÔNICO em defesa da Água Potável de Natal, acessando o site do Ministério Público e da campanha www.mp.rn.gov.br/aguapotavel

DIA D DA ÁGUA - CHAMADA ESCOLAR

DATA: 30/03/2010

HORA: turnos de atividades da escola

LOCAL: Laboratório de Informática da sua escola ou procure um computador conectado à internet.

 

O Ministério Público do Rio Grande do Norte lançou na manhã desta segunda-feira (22), Dia Mundial da Água, uma campanha em defesa da água potável de Natal. O esforço conjunto do MP e de vários outros parceiros visa pressionar as autoridades para solucionar o problema da contaminação do aquífero do San Vale, última reserva de água potável da capital.

 

A região da Zona de Proteção Ambiental do San Vale (ZPA – 1) possui sete poços da CAERN, que abastecem vários bairros de Natal e, diferentemente, da maioria dos poços de abastecimento de água da cidade que estão comprometidos (níveis de nitrato acima de 10 mg/l), os do San Vale ainda se encontram com os níveis de contaminação aceitáveis dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (abaixo de 10 mg/l).

 

Como os poluentes das fossas sépticas existentes nos bairros adjacentes ao San Vale caem no lençol freático, transformam-se em nitrato e se movimentam em direção aquela região de proteção ambiental, a preocupação do Ministério Público é evitar a continuidade do lançamento de poluentes das fossas no subsolo e conseguir a instalação de um sistema de esgotamento sanitário no entorno da área em que se encontram os poços de abastecimento.

 

A Promotora de Justiça Gilka da Mata Dias alerta que a Lei Municipal 4.664, de julho de 1995, que regulamentou a ZPA, proibiu a instalação de construções que lançam resíduos sólidos poluidores no local e determinou ao Município a obrigação de realizar um plano de saneamento para a área no prazo de 180 dias. Solução que conta com quase 15 anos de atraso.

 

A coordenadora da campanha lembra que em fevereiro do ano passado, o Tribunal de Justiça também determinou que o Município e a CAERN concluíssem o sistema de esgotos da região no prazo de 18 meses, mas até hoje a instalação não foi iniciada.

 

Diante da situação, a proposta do Ministério Público é pressionar as instâncias competentes para implantar soluções efetivas para salvar o San Vale, impedindo que a contaminação do nitrato chegue na região da ZPA – 1 e se perca o valioso manancial de água potável ali existente.

 

A proposta é realizar um abaixo-assinado eletrônico, registrando o interesse da população e envolvendo toda sociedade para que o poder público estadual e municipal priorizem a instalação de um sistema público de esgotamento sanitário para a área de ocupação do San Vale, Parque das Colinas e adjacências.

22/03/2010 - Uniforme dos Alunos

Encontra-se disponível, na Secretaria da instituição, o uniforme dos Alunos que, pelo terceiro ano, a Escola manda confeccionar com recursos oriundos do Bazar, realizado, sistematicamente, com peças doadas pelas 4 lojas da C&A.

Os pais já estão pegando o uniforme.

Agora falta começarem as aulas. A escola continua sem professores. O ano letivo não começou. É preciso que o Estado faça a sua parte.

08/03/2010 - Ano Letivo não começa

O ano letivo da nossa Escola ainda não começou. Um absurdo! Até agora a Secretaria de Educação não resolveu o problema da falta de professores. As aulas deveriam ter começado no dia 01/03, conforme anunciado pela própria Secretaria. Refizemos o calendário para começar hoje e agora tivemos que refazer para começar dia 15. Será que começaremos? Já não temos mais certeza de nada. Até agora nenhuma decisão oficial para contratação temporária, concurso público ou convite a estagiários. Ainda tem a questão da Semana Pedagógica que precisa acontecer antes do início das atividades. Não há como jogar às salas professores que não conhecem o projeto da Escola e sem que façamos um planejamento coletivo.

Hoje uma criança chorou quando chegou à escola e soube que não teria aula.

Estamos todos tristes com tamanha indefinição. Para quem apelarmos?

12/01/2010 - Renovação de Matrículas

A renovao das matrculas ocorrer durante os dias 14/12/2009 a 12/01/2010. A matrcula dos novatos ocorrer entre os dias 11/01 a 25/01/2010.

16/12/2009 - V ESCOARTE

Neste evento, as crianas recitaram poesias, danaram, cantaram e representaram para os pais, amigos e educadores da escola.

26/11/2009 - Aluna na Assembleia Legislativa

A aluna Evellyn Beatriz Dias de Arajo realizou na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte uma apresentao sobre sua experincia como estudante e mediadora de leitura na Escola Estadual Hegsippo Reis. Sua fala ocorreu em meio ao 3 Encontro Estadual do Frum Potiguar de Escolas Leitoras, que tambm contou com a palestra da educadora Cludia Santa Rosa e do educador portugus Jos Pacheco.

25/11/2009 - Projeto Bairro Educador

Nesta data ocorreu mais um encontro do Projeto Bairro Educador, o qual, alm da presena de moradores, educadores das escolas e representantes de instituies do bairro, contou com participao dos educadores Jos Pacheco (Portugal) e lie Bajard (Frana).

23/11/2009 - Semana de formação com Élie Bajard

O renomado educador e escritor francs lie Bajard esteve na Escola durante os dias 23 a 28 de Novembro. Durante este tempo foi o mediador do ?Seminrio de Formao de Educadores ? Como enraizar a alfabetizao nas prticas do livro?, o qual contou com a participao de educadores de diversas escolas e culminou com uma ao de mediao na entrada do Supermercado Rede Mais, localizado no Bairro em que a Escola est localizada (Bairro Nova Descoberta).

20/11/2009 - Eleitor Nota 10

Aps debater e escolher por votao os 5 princpios do Educador Nota 10, os alunos organizaram no dia 20 de Novembro uma caminhada pelo bairro da Escola. Na caminhada, as crianas mobilizaram alguns moradores e entregaram panfletos sobre o perfil do Eleitor Nota 10.

12/11/2009 - Concurso Cartaz sobre a Paz

O Lions Clube Natal Reis Magos patrocinou a franquia para que alguns estudantes da Escola Estadual Hegsippo Reis pudessem participar deste concurso, em que o tema era: ?O Poder da Paz?. Os alunos que participaram foram: Emanoel Robson Diniz, Evellyn Beatriz Dias de Arajo, Felipe Pessoa da Silva Filho, talo Matheus Arruda da Silva, Jair Rodrigues da Silva filho e Rodrigo Ferreira Rodrigues. A Escolha do cartaz que concorreu fase internacional, se deu no dia 12 de novembro de 2009, no Lions Clube.

09/11/2009 - Oficina de ACE

Dois educadores da Escola foram selecionados para participar da primeira Oficina de Agentes Comunitrios de Educao (ACE), promovida pelo Instituto VIVO. Durante a oficina, que ocorreu em So Paulo, aprenderam sobre trabalhos educacionais em rede e conheceram educadores e projetos de diversos estados do Brasil.

19/10/2009 - Projeto Bairro Educador

No ltimo sbado, toda equipe da Escola Estadual Hegsippo Reis reuniu-se juntamente com o Conselho Escolar para discutir o Projeto Bairro Educador, inspirado em experincias exitosas que tm sido implementadas em diversos lugares, inclusive em cidades brasileiras. Em linhas gerais, a proposta consiste em ampliar os espaos educativos para alm da escola, tendo em vista a educao integral das crianas, adoelscentes e jovens. Os encaminhamentos para as prximas semanas implicaro em mapear o bairro Nova Descoberta e intensificar a rede de contatos.

15/10/2009 - Dia da Criança com Teatro

De 06 a 08 de outubro a Escola realizou diversas atividades alusivas ao Dia da Criança. Lanches e brincadeiras diferentes fizeram parte da programação.

Uma atração muito especial foi apresentada, voluntariamente, pela Cia. de Teatro "Historinhas do Vovô Juca", encantando crianças e adultos. A peça foi apresentada no dia 07, das 16h às 17h, na própria escola. A Cia. solicitou que quem pudesse seria bem vinda a doação de 1kg de alimentos não perecíveis para ser repassado a instituições sociais. As crianças fizeram bonito e doaram bastante alimentos.

14/09/2009 - Semana Nacional da Leitura

Estamos na Semana Nacional da Leitura, de acordo com a Lei 11899/09, de autoria do senador Cristovam Buarque (PDT-DF). A mesma legislatura estabelece o dia 12 de outubro como o Dia Nacional da Leitura. A data ainda requer mobilização para que atinja os seus objetivos junto à população. Com a inclusão do Dia Nacional da Leitura no calendário das datas comemorativas, o Brasil passou a ter cinco momentos de celebração da leitura: Dia Internacional do Livro Infanto-Juvenil (2 de abril), Dia Nacional do Livro Infanto-Juvenil (18 de abril), Dia Mundial do Livro (23 de abril), Dia Nacional da Leitura (12 de outubro) e o Dia Nacional do Livro (29 de outubro). A Escola Estadual Hegésippo Reis comemora a data, realizando rodas de leitura e bate papo com o escritor Marcos Miranda (Brasília/DF). Marcos Miranda é Autor de obras infantis, como: "O paradeiro do padeiro", "A menina que sonhava", "A menina que queria ser

01/10/2009 - Reunião com as Famílias

Hoje, a partir das 19 horas, acontecerá o encontro mensal da escola com as famílias das crianças.

A condução ficará a cargo das professoras que integram as equipes de cada turno. O espaço será destinado para discussão das aprendizagens das crianças e como fortalecer a participação das famílias nesse processo.

01/10/2009 - Élie Bajard na Escola

Hoje, dia 01/10, durante toda manh, recebemos a visita de. lie Bajard, professpor e escritor que veio a natal participar do III Seminrio Potiguar Prazer em Ler. lie conheceu o projeto da escola, o trabalho implementado na rea de promoo da leitura e discutiu um projeto em parceria tcnica, implicando no seu retorno para trabalhar em oficinas de formao em mediao de leitura. lie Bajard ? Professor e Escritor (So Paulo, SP) ? Doutor em Lingustica na cole de Hautes tudes en Sciences Sociales, em Paris. Formador de professores na Frana, Arglia, Marrocos e, no caso do Brasil, trabalha especialmente na rea da aprendizagem da escrita. Idealizador do projeto de cooperao ?Pr-Leitura? entre a Frana e o Brasil (1990), atuou tambm como professor convidado em disciplinas de ps-graduao na Universidade de So Paulo (1999-2004). Publicou Ler e Dizer (Cortez, 1994 ? cinco edies), Caminhos da Escrita (Cortez, 2001 - duas edies), Da escuta de textos leitura (Cortez, 2007), alm de diversos artigos em revistas especializadas francesas e brasileiras.

25/09/2009 - Seminário Potiguar Prazer em Ler

De 28 a 30 de setembro a equipe da Escola Estadual Hegsippo Reis estar participa do Seminrio Potiguar Prazer em Ler, que ser realizada no perodo de 28 a 30 de setembro, no Centro Municipal de Referncia em Educao Aluzio Alves (CEMURE), em Natal. Clique aqui e confira a programao completa. A programao do evento ter, como alguns dos destaques, a participao da escritora de literatura infantil Ana Maria Machado, que comemora 40 anos como autora. crianas da Escola Estadual hegsippo Reis faro homenagem escritora.

17/09/2009 - Encontro do R. Conspiradores

Fórum por uma Educação Transformadora Tema: Escola em diálogo com a comunidade

Data: 19 de Setembro de 2009

Local: Instituto Educacional Casa Escola (IECE)

Realização Românticos Conspiradores Pólo do Rio Grande do Norte

Instituições Envolvidas: Escola Estadual Hegésippo Reis, Casa Escola, Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), Escola Modelo - Nova Cruz, Secretaria de Educação de Várzea/RN.

Apresentação

A Rede Românticos Conspiradores é formada por pessoas que militam pela transformação da Educação Pública*. Nossa finalidade inicial é a de promover a comunicação e o apoio mútuo entre pessoas, organizações e projetos que tenham por objetivo contribuir para a superação dos arcaicos paradigmas educacionais vigentes. Para isso, é necessário estabelecer novas concepções que apontem formas alternativas de pensar, estruturar e praticar a Educação. __________________ * A educação pública é por nós entendida como aquela voltada para a população em geral e que a todos dê garantias de acesso, sucesso e realização pessoal e social, seja ela de caráter estatal ou privado. 

Programação

08:40 - Café cooperativo e apresentação cultural com crianças da Casa Escola.

09:00 - Apresentação das instituições participantes.

09:20 - Apresentação dos Românticos Conspiradores enquanto movimento. Cláudia Santa Rosa – Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) Léia Marques – Escola Modelo

10:00 – Escola em Diálogo com a Comunidade. Priscila Griner - Casa Escola Thiago Baptistella Cabral – Escola Estadual Hegésippo Reis Gabriela Pontes – Secretária de Educação de Várzea/RN Marizete Soares de Oliveira Santos – Escola Modelo. Mediação: Wilson Azevedo - Aquifolium Educaciona.

11:00 – Debate

12:00 – Almoço

13:00 – Oficinas Simultâneas. Oficina 1 – Da sala de aula ao espaço social amplo Eleide Lira e Ana Cleide Oliveira - Casa Escola Oficina 2 – Por um bairro educador Frederico Horie – Escola Estadual Hegésippo Reis Oficina 3 – De Escola para Escola: Uma parceria significativa Jamile Alves e Juliane Borges - Escola Modelo

16:00 – Socialização das produções das Oficinas.

16:30 – Deliberações e Encerramento.

 

Orientações - Trazer alguma comida para o lanche cooperativo. - O evento não fornecerá almoço. Como chegar:

Endereço: Rua João Alves Flor, 3711 - Parque das Colinas - Candelária - Natal/RN Tel: (84) 3207-2183 / 3207-3271

09/09/2009 - TRE/RN Lança Gibi na H. Reis

Hoje, s 10 horas, a Escola Estadual hegsippo Reis teve a honra de sediar o lanamento da revista em quadrinhos "O Eleitor do Futuro", editada pelo Tribunal regional Eleitoral do Rio Grande do Norte. Estiveram presentes os integrantes do Projeto e o Presidente do TRE/RN, Des. Expedito Ferreira de Souza. O Programa Eleitor do Futuro objetiva "contribuir para a formao da conscincia poltica dos jovens, proporcionando-lhes conhecimentos sobre o sistema poltico e eleitoral brasileiro." As crianas da Escola receberam um exemplar e outros mais passaram a compor o acervo da Sala de Leitura da Escola. As crianas, na oportunidade, apresentaram dramatizaes relativas temtica. A Hegsippo reis vai trabalhar a revistinha em projeto especial. A TV Justia fez a cobertura do evento.

26/08/2009 - Palestra - Promotor da Educação

Será nesta quarta-feira, às 19 horas, na Escola Estadual Hegésippo Reis que acontecerá a Palestra "O Conselho Escolar e o envolvimento das famílias", proferida pelo Promotor da Educação, Dr. Raimundo Sílvio. O promotor atende convite do Conselho Escolar.

A palestra integra a programação do 6º Encontro com as Famílias, que terá a seguinte programação:

18h30 - Vídeo da IV Mostra/ESCOARTE.

19h - Palestra

20h - Momento das Famílias com as Professoras.

21h - Encerramento

22/08/2009 - Folclore na Escola

A Escola Estadual Hegésippo Reis convidou familiares e responsáveis  pelas crianças  para a culminância dos estudos sobre o Folclore.


Data: 22/08/09

Local: Escola Estadual Hegésippo Reis.

Hora: 08:00

 

Programação

 

08h30 - Couro de Piolho - Câmara Cascudo

Grupo: Amazônia

08:40- O Marido da Mãe D'água

Grupo: Amigos

Exposição de Brinquedos pro cenário

grupo: Paixão

Responsável: Profª. Evania

 

Exposição de Brinquedos Folclóricos

Grupo: Natureza

Responsável: Profª. Francisca

 

08h50 - Conceito de Folclore

Dança

Leitura de Quadras Populares

Responsável: Profª. Suyane

 

09h05- Cantiga de Roda

Grupo:  Arco-íris

Ministrante: Profª. Jeane

 

09:15- Danças Populares

Caboclinhos, Coco de Roda Xaxado e Macule lê

Profa. Acácia

 

09:25- Dança

Grupo: Amigos.

Responsável: Profª Conceição

 

09:35- Apresentações de desenhos folclóricos com criação de música(criados pela oficina)

Grupo: Paixão

Resposável: Profª Verônica

 

09:45- Jornal do Amazônia

Responsável: Profª Suyane

 

09:55- Coral – Cantigas de Roda

Ministrante: Wasghinton

05/08/2008 - Festa do Instituto C&A

Nesta quarta-feira crianças e educadoras da Escola Estadual Hegésippo Reis dividiram-se para prestigiar as comemorações pelos 18 anos do Instituto C&A. Apresentações literárias foram levadas às 4 lojas C&A de Natal. Muitas poesias, retomadas históricas das ações do Instituto C&A, em Natal, pautaram o momento. Ao final, todos degustaram um gostoso bolo festivo.

Em breve confira fotografias no álbum de eventos.

05/08/2009 - 18 anos do Instituto C&A

Hoje o Instituto C&A celebra 18 anos de fundação. A Escola Estadual Hegésippo Reis/Projeto Casa de Saberes sente-se honrada pela parceria inciada em 2007, através da ONG IDE,  contribuindo para a educação das crianças e adolescentes desta instituição. Decorre dessa parceria a criação do espaço de leitura da nossa Escola e o trabalho que nele é realizado, além de uma série de melhorias na Escola. O projeto Bazar com peças doadas pelas Lojas C&A e atuação das equipes de voluntários das lojas tem agregado ao nosso trabalho.

Parabéns, Instituto C&A!

A seguir, mensagem enviada pela direção do Instituto C&A aos seus parceiros. Através do IDE tivemos acesso à mesma.

__________

Mensagem – Aniversário do Instituto C&A
18 anos de existência
 
Aos 18 anos de idade, o líder social Nelson Mandela fugiu da vila em que morava, na África do Sul, e migrou para a capital Johanesburgo, onde iniciou sua luta contra o apartheid...
Aos 18 anos de idade, o autor Jorge Amado escreveu O País do Carnaval, seu primeiro romance...
Aos 18 anos de idade, um adolescente adquire a maioridade e se torna habilitado à prática de todos os atos da vida civil...
Aos 18 anos de idade, uma jaboticabeira apresenta sinais de maturidade para começar a dar frutos...
 
Muita coisa acontece aos 18 anos, muita coisa acontece em 18 anos. No caso do Instituto C&A, foram centenas de projetos apoiados e de parcerias bem-sucedidas, milhares de associados praticando ações sociais na posição de voluntários, centenas de milhares de crianças e adolescentes expostos a novas oportunidades de educação e desenvolvimento. O relato a seguir registra simbolicamente o exemplo de apenas um: do goiano Junio Rodrigues Pinheiro, prova viva de que o nosso trabalho vale a pena. Obrigado a todos aqueles que participam da nossa existência!
 
“Se nos próximos 18 anos eu conseguir fazer 20% do que fiz nos últimos 18, já me dou por satisfeito. Tenho 32 anos. Há mais ou menos 18 anos, estava ingressando no Cepros, o Centro de Estudos de Promoção Social, em Goiânia. O projeto tinha a parceria única do Instituto C&A. Pouco antes disso, eu era morador de rua. Me propus a participar do Cepros pelo objetivo de mudança. No projeto, eu e um grupo de jovens tivemos a oportunidade de morar dentro de uma casa com alguns educadores e começamos a ter uma referência de família. Tinha estudado até a 1ª série. Voltei a estudar, terminei o primário, fiz o ginásio e passei para o 2º grau. O Cepros tinha implantado uma fábrica-escola de calçados e pedi para me colocarem no administrativo da fábrica. Quando terminei o 2º grau, pensei comigo: se eu cheguei até aqui, não posso parar. Prestei vestibular em Administração de Empresas. Deu certo. Em 2003, terminei a faculdade. Trabalhei na ONG Fundação Pró-Cerrado, na Fundação Sociedade Cidadão 2000 e hoje trabalho na gerência administrativa da Associação Goiana de Amparo e Integração Social. De tudo o que vivi no passado, posso dizer que não existem meninos de rua, o que falta é oportunidade. E para mim o Instituto C&A significou a oportunidade.”
 
 
Junio Rodrigues Pinheiro é gerente administrativo
da Associação Goiana de Amparo e Integração Social

29/07/2009 - IV ESCOARTE

Mostra de Literatura, Canto Coral e Danas Populares Tema: Encantos e Contos de Escola Data: 29/07/2009 (quarta-feira) Hora: 19 horas Local: Auditrio do SESC - Centro - Natal/RN Roteiro Vdeo - Gostosices de Escola O Recreio Contos de Escola: Machado de Assis Correspondncia: Bartolomeu Campos Queirs Brinquedos Cantados e Canto Coral Canteiro Potico Brincantes Mirins e Caboclinhos Coco de Roda Poesia em Movimento Xaxado Maculel Elenco: Crianas da Escola Estadual Hegisppo Reis. Participaes de Ex-Alunos (as) da Escola e outras crianas que atuam na Oficina "Escola Nota 10". Professores e Voluntrios. Direo Accia Baptista de Oliveira Maria Evania de Oliveira Washington Nogueira de Abreu Realizao: IDE e Escola Estadual Hegsippo Reis Parceiros: Instituto HSBC Solidariedade e SESC/RN

25/07/2009 - Bazar

A Escola Estadual Hegsippo Reis, em parceria com o Instituto C&A, promoveu no dia 25/07/2009 mais um bazar. Muitas pessoas do bairro e de locais prximos vieram para comprar roupas, bijuterias, calados e acessrios. As peas custavam de R$:1,00 a R$:10,00. A renda total foi de R$1.800,00, valor que ser convertido em aes para a melhoria do trabalho escolar.

25/07/2009 - Grupo de Estudo e Planejamento da Equipe

No ltimo sbado, dia 25/07/2009, a equipe do projeto Casa de Saberes se reuniu para debater, estudar e planejar algumas aes relacionadas ao incio do segundo semestre, que se deu no dia 19/07/2009. Durante o encontro foi lido e discutido o texto ?H muitas escolas dentro da escola?, de autoria do Frederico Horie Silva, educador da escola. Foi discutido tambm as relaes pedaggicas com o ?saber, saber fazer e o querer?, e as implicaes desses trs pontos com o projeto Casa de Saberes.

07/07/2009 - Canto das Diferenças - Formação

Educadores de diversas especialidades discutem a incluso educacional de crianas, nesta quinta-feira (09/07) e sexta-feira (10/07), das 7 s 12 horas e das 13 s 18 horas, na Escola Estadual Hegsippo Reis, em Nova Descoberta. O ?1 Encontro de Formao ? Adaptao curricular s necessidades de aprendizagem da criana? envolve uma palestra e cinco oficinas. Faz parte do projeto ?Canto das Diferenas?, realizado, na Escola, pela ONG Instituto de Desenvolvimento da Educao (IDE) com o apoio do Instituto HSBC Solidariedade, desde agosto de 2007. O encontro faz parte de uma ao de formao que envolve um grupo de estudos, tendo em vista qualificar os profissionais da educao para mediarem o processo de incluso educacional e social de crianas deficientes ou que tenham limitaes em relao s formas tradicionais de expresso de competncias. A proposta permite quelas, sem aparentes ?problemas?, experincias positivas de formao pelo convvio com crianas que necessitam de uma maior ateno e de um convvio social com todos. Para as organizaes envolvidas no basta a retrica da incluso. necessrio as escolas serem equipamentos adequados s necessidades de todas as crianas e contarem com um currculo adaptado no que diz respeito as atividades e situaes de aprendizagens. A formao dos profissionais e uma equipe permanente so outros aspectos considerados essenciais. A Escola Hegsippo Reis atende 120 alunos, a sua capacidade mxima instalada, destes, 30% das crianas necessitam de trabalho mais especializado. Tambm faz parte do ?Canto das Diferenas?, oficinas de trabalhos manuais com as famlias das crianas atendidas, resultando em peas de bijuterias vendidas num bazar mvel com renda revertida para as atividades do prprio projeto. No contraturno ao horrio regular que estudam, as crianas participam de oficinas sistemticas de Danas Populares, Canto Coral e Protagonismo Infantil, esta ltima encarregada da campanha ?Escola Nota 10?, em que elegeram dez princpios essenciais para uma escola de melhor qualidade e as levaram ao conhecimento do poder pblico, o que exaltou entre os estudantes os conceitos de voluntariado e responsabilidade social.

26/06/2009 - Dia de São Pedro - Estado para!

No próximo dia 29 de junho não haverá atividades na Escola. O calendário escolar marcava como sendo dia letivo. Entretanto, a Governadora do Estado decretou ponto facultativo nas repartições públicas. Logo, todos entendem que deve ser feriado. Uma questão cultural. Na Hegésippo Reis o dia letivo será cumprido num dia de sábado. As atividades voltam na terça-feira, dia 30.

O Recesso Escolar começará no dia 08 de Julho e as atividades serão retomadas dia 20.

17/06/2009 - CONVITE - Festa Junina

Data: 20 de junho de 2009.
Hora: 16h
Local: Salão do Guarani Futebol Clube - Nova Descoberta
Programação
- Quadrilha Junina e outras Danças;
- Pescaria e muita animação.
- Forró.
Solicitamos que todas as Famílias compareçam à Festa, cuidando do seu filho para evitarmos incidentes.
Venda os bilhtes para concorrer ao balaio, compre comidas típicas no dia da Festa e ajude a Escola.

NÃO SOLTE FOGOS E NEM PERMITA QUE SEU FILHO SOLTE. É PERIGOSO!!!

14/06/2009 - 4º Encontro com as Famílias

Senhores Pais, Mães e Responsáveis:

O sucesso da educação do (a) seu/sua filho (a) depende de sua participação e total engajamento nas atividades que realizamos. Venha conversar conosco, dia 17 de junho, às 19 horas, sobe aprendizagem, provas, oficinas, festas e outros assuntos da maior importância.

A sua participação nas reuniões reflete positivamente no desempenho acadêmico da sua criança.

PARTICIPE!

02/06/2009 - 3ª Caminhada Ecológica

No próximo dia 04 de junho, a partir das 16h, acontecerá a 3ª Caminhada Ecológica da Escola Estadual Hegésippo Reis. A atividade faz parte da Semana do Meio Ambiente, realizada em parceria com as famílias das crianças, o Supermercado Rede Mais, Polícia de trânsito da STTU e a comunidade do bairro de Nova Descoberta. Um grupo de crianças animará a Caminhada de dentro do carro de som, levando textos, palavras de incentivo para que todos colaborem para melhoria das condições de vida do bairro.

Os interessados em participar deverão acompanhar o trajeto pelo bairro.

20/05/2009 - Estamos na Mídia!

No último domingo, dia 17/05/2009, a nossa Escola foi tema de uma matéria do Jornal "Diário de Natal". A matéria foi bastanet generosa ao situar a escola como sendo referêncial nacional, fato que deixa a todos nós bastante assustados, mas com a responsabilidade redobrada. A partir da matéria já concedemos entrevistas para a TV Tropical/Record e Rádio Universitária. Abaixo, segue a versão online da matéria do "Diário de Natal". A versão impressa ocupa página inteira e é ilustrada com fotografias.

Projeto de professora natalense transforma escola decadente em referência nacional

 

 

“Estou elaborando a pauta para a assembleia que discute as próximas ações da escola". A declaração poderia ser do diretor, mas é de Tiago de Almeida, um aluno de oito anos, ao receber a equipe de reportagem. O menino é reflexo de uma mudança de mentalidade no trato da educação. A pequena escola estadual Hegésippo Reis, no bairro de Nova Descoberta, pode ser o epicentro de uma revolução no ensino público. Seu projeto foi adotado em outras escolas e já atraiu dois jovens voluntários de São Paulo, que ficaram sabendo pela internet.
 
O pivô da mudança é a educadora Cláudia Santa Rosa, que assumiu a coordenação pedagógica no segundo semestre de 2006. Primeiro, ela mudou os agrupamentos das crianças, que eram unidas por séries e passaram a ser distribuídas por necessidades de aprendizado. "Em uma sala, podem ficar crianças que ainda não aprenderam determinados pontos de linguagem, embora tenham níveis diferentes em matemática" exemplifica Cláudia. "Cheguei aqui e vi crianças do quarto ano que não sabiam ler nem escrever. Hoje o aluno não avança se não aprender um assunto específico", acrescenta.

Ela também implantou oficinas de "números", "projetos" e "linguagem", além de uma sala de leitura e de um espaço para danças e apresentações de trabalhos. Tudo isso com verbas de R$ 6 mil que a escola recebeu em dezembro de 2006, de R$ 7 mil em fevereiro de 2008 e de R$ 14 mil em abril deste ano. "Uma coisa que me assustava quando cheguei era ver gente chorando, envolta em uma enorme quantidade de problemas. E os pais já estavam decididos a tirar seus filhos da escola", relembra. Ela observa que mesmo com os avanços (a Hegésippo tornou-se referência nacional no ensino público fundamental), ainda há muito a ser feito. "O projeto tem que ser cada vez mais fortalecido, para que no futuro os índices de evasão e repetência caiam", finaliza. Cláudia fez uma tese de doutorado sobre uma escola portuguesa e aplicou uma versão do projeto desenvolvido lá, chamado de "Casa de Saberes".
 
Leitura
O lugar preferido das crianças da escola Hegésippo Reis é a sala de leitura. "A sala tem livros excelentes", diz Vanessa Lidiane Medeiros, oito anos. Entre seus livros favoritos estão Miudinha, do poeta paraibano Jessier Quirino, e Cadê o meu o meu travesseiro, da escritora carioca Ana Maria Machado. Vanessa, que quer ser professora quando crescer, conta que a nova "febre" na escola são as conferências e os debates sobre os livros lidos pelos estudantes.
 
A literatura também atrai Evelin Beatriz, 10. Ela organiza em sua casa, às quartas-feiras, o "Chá de Chocolate com Leitura". A cada encontro, um aluno leva uma lista de livros e alguns deles são escolhidos pelo grupo para ler.
 
Voluntário trabalha com alunos "problema"
Thiago Baptistella Cabral, 22 anos, era um estudante de Ciências Biológicas em Botucatu (SP) quando começou a se interessar por educação. Através do amigo Frederico Horie, 24 anos, também estudante de Ciências Biológicas, ele teve acesso, pela internet, à tese de doutorado de Cláudia Santa Rosa. "O projeto era perfeito para o nosso interesse de participar de processo educativo diferenciado", afirma ele.

No final de 2008, ele escreveu para Cláudia com o intuito de participar do Casa de Saberes. O pedido foi aceito e hoje ele contribui voluntariamente com a coordenação da escola. O que mais atrai o jovem é a possibilidade de trabalhar com o que a maioria das pessoas rotulou como alunos "problema", aqueles que têm mais dificuldades de aprendizado ou de relacionamento. "Nosso trabalho de conclusão de curso em Botucatu foi sobre esse tipo de aluno, que muitas vezes é incompreendido. A gente precisa conhecê-lo melhor, dar mais oportunidades a ele", opina.
 
Assim como o amigo, Thiago ainda não conseguiu se manter financeiramente em Natal e recebe ajuda dos pais. Mas ele espera o concurso público para professor na prefeitura de Parnamirim e a resposta de escolas particulares nas quais deixou currículos.

 

Fonte: Diário de Natal – 17/05/2009

 

12/05/2009 - A Festa da Família

No próximo dia 15, a partir das 19 horas, será comemorado o Dia Internacional da Família.  Crianças e  Educadores (as) preparam uma programação envolvendo dança, musicalização, canto coral, paródias, poemas, entre outros. Os Voluntários do Instituto C&A preparam um apresentação especial para homenagear as Famílias. também serão distribuídos brindes para todas as Famílias.

28/04/2009 - Dia Nacional da Educação

Hoje a nossa Escola comemora o Dia Nacional da Educação com diversas apresentações no pátio coberto e no final da tarde haverá um ato público na calçada para toda comunidade. Além dessa programação, na reunião com as Famílias, dia 23/04, foram discutidos vários pontos que são determinantes para uma escola ser de qualidade. Os profissionais da Escola escreveram artigos sobre o tema e embreve os textos estarão disponíveis aqui no site. 

20/04/2009 - 2º Encontro com as Famílias

Será nesta quinta-feira, a partir das 19h, a 2ª Reunião com as Famílias, envolvendo uma programação com palestra, discussão em grupos, produção de síntese sobre qualidade da escola pública. Segue o CONVITE:

Convidamos os Senhores(as) Pais, Mães e Responsáveis pelos(as) alunos(as) da Escola Estadual Hegésippo Reis, para o 2º Encontro com as Famílias, reunião em que trataremos de temas da maior importância.
 
      Data: 23/04/2009 (5ª-feira)
Hora: 19:00
 
PROGRAMAÇÃO
 
19:00 – Boas Vindas eConversa com a Direção da Escola.
 
19:30 – Palestra – Abuso sexual contra crianças e   adolescentes.
             Palestrante: Fabíola
             Secretaria Municipal de Saúde
             Promoção do Conselho Escolar da Escola Estadual H. Reis.
 
20:00 – Conversa das Famílias com as Professoras.
 
20:45 – Encerramento
 
 
CONTAMOS COM AS PRESENÇAS DE TODOS E TODAS!!!
 

A Escola Estadual Hegésippo Reis realiza reuniões mensais com as famílias, objetivando o fortalecimento da participação.  

14/04/2009 - Festa do Livro Literário

No dia 18 de abril acontece o dia nacional do livro infantil
Data do evento: 17 de abril de 2009
Local do evento: Escola Estadual Hegésippo Reis

PROGRAMAÇÂO


07:15 -  Acorda Leitor (a) - Manifestação poética das crianças sobre o valor da leitura literária, pelo Bairro de Nova Descoberta.
 
08h – Pecinha Literária: Monteiro Lobato em O Pé de Livros e personagens do Sítio do Picapau Amarelo, apresentam A Reforma da Natureza.
 
8h15 – Coreografia em Homenagem ao Livro.

8h25 – Jogral – Direitos Autorais.

8h30 – Abertura da Exposição Literária em Homenagem a Monteiro Lobato.
 
8h40 – Conferência: O Mistério da Fábrica de Livros, deManoel Bandeira.

10h40 - Feira de Trocas de Livros Literários.

13h30
- Lançamento do Clubinho da Família Leitora - “Escola Nota 10” motiva Pais e Mães para se inscreverem no Clubinho e lançam a Carteira de Identificação.
 
14h30 – Pecinha Literária: Monteiro Lobato em O Pé de Livros e personagens do Sítio do Picapau Amarelo, apresentam A Reforma da Natureza.

15h50 – Coreografia em Homenagem ao Livro.

16h – Jogral – Direitos Autorais.
 
16h15 – Conferência: O Mistério da Fábrica de Livros –Manoel Bandeira.

13/04/2009 - RECONHECIMENTO

CAMPANHA "Escola Nota 10" RECEBE PRÊMIO NACIONAL
 
A campanha “Princípios da Escola Nota 10” foi classificada na premiação nacional “Prêmio Construindo a Nação”, promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI/DN) e o Instituto Brasileiro da Cidadania, por meio do Sesi-RN, entre os 51 projetos inscritos na categoria do ensino fundamental. A Escola Estadual Hegésippo Reis, em Nova Descoberta, em Natal, recebe “menção honrosa”, em uma solenidade, que será realizada, no dia 15 de abril de 2009, às 9h30, no Auditório Albano Franco, na Casa da Insdústria, em Natal.
 
A campanha é uma ação política de responsabilidade social do projeto Canto da Diferenças, do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) na linha do voluntariado e do protagonismo infantil, comprometido com os Objetivos do Milênio, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) - os Oito Jeitos de Mudar o Mundo, mais precisamente com o segundo - “Educação básica de qualidade para todos”.

O Canto das Diferenças vem sendo implementado na Escola Estadual Hegésippo Reis, desde agosto de 2007, pelo IDE, em parceria com o Instituto HSBC Solidariedade, no intuito de promover e fortalecer a inclusão social e educacional de todas as crianças

26/03/2009 - Estagiários de São Paulo

Já estão em Natal, desde o último dia 25, dois estagiários ligados à Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, campus de Botucatu. Frederico Horie Silva e Thiago Cabral são Licenciados em Ciências Biológicas, mas trabalham questões ligadas à Pedagogia com bastante sensibildiade.

Os dois jovens estão ligados à ONG Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) para realizar projeto na Escola Estadual Hegésippo Reis, ao longo do ano de 2009. No próximo dia 04 acontecerá a primeira reunião com a participação de toda equipe docente da escola. 

02/03/2009 - Começa o Ano Letivo

Hoje a Escola iniciou o seu ano letivo 2009. As crianças demostraram toda a ansiedade que é natural de quem esteve de férias desde o mês de dezembro. Muitas mães e pais foram até a escola levar os seus filhos.

A equipe docente da escola  começou indefinida, pois as professoras temporárias nã oforam todas relacionadas na listagem publicada pela Escola de Governo. A direção e coordenação da escola estão fazendo gestões para que o problema seja solucionado.

09/02/2009 - Adiado o Início do Ano Letivo

O início do ano letivo da rede estadual de ensino, previsto para hoje, foi adiado pela Secretaria de Estado da Educação e da Cultura. A Escola Estadual Hegésippo Reis havia preparado o seu calendário a ser impresso em uma agenda que será distribuída para todas as crianças, além de ter se programado para começar as suas atividades na data marcada. É uma pena, pois, mais uma vez, a escola pública se distancia da possibilidade de se aproximar do que tem feito a rede particular, que inicia as suas atividades nos primeiros dias do mês de Fevereiro.

02/02/2009 - Agenda

Para o ano letivo de 2009 todas as crianças receberão uma agenda para fazerem os próprios registros e para ajudar os intercâmbio entre a escola e as famílias. Na agenda constará o calendário escolar e informações pertinenetes sobre a escolas e os seus objetivos.

26/01/2009 - 1º Encontro Pedagógico de 2009

de 02 a 06 de fevereiro acontecerá o encontro de estudos, planejamento e preparação da equipe para o ano letivo de 2009. A programação atnederá as demandas do projeto "Casa de Saberes", tendo em vista os seus objetivos e metas.

12/01/2009 - Matrículas

até o dia 30 de janeiro a Escola terá concluído todo o processo de matrículas para o an ode 2009. No momento as vagas estão todas preenchidas, havendo lista de espera para o caso de alguma desistência.

07/01/2009 - Bazar

Durante as férias haverá bazar permanente na Hegésippo Reis, graças as doações feitas pelas Lojas C&A de Natal. A meta é atingir valores que permitam que a escola, também em 2009, consiga distribuir o uniforme escolar das crianças e sem nenhum custo para as famílias

27/12/2008 - Início do Ano Letivo de 2009 - o ano letivo terá início no dia 09 de Fevereiro

A Escola Estadual Hegésippo Reis continuará com as suas atividades distribuídas pelos turnos matutino e vespertino. As crianças participam das atividades do ensino regular num turno e de atividades complementares no contraturno.

Nossos compromissos
ide
ide
ide
ide
Nossos Parceiros
ver
ide
cea
comtempotanio
velty

Projeto Casa de Saberes - Copyright 2011 - Todos os direitos reservados

velty